13° salário deve injetar cerca de R$ 16,12 bilhões em Minas

13° salário deve injetar cerca de R$ 16,12 bilhões em Minas

De acordo com estimativa do Departamento de Estudos Econômicos da Fecomércio MG, até o final do ano devem ser injetados na economia de Minas Gerais cerca de R$ 16,12 bilhões em consequência do pagamento do 13° salário. A estimativa, que inclui cerca de 9,3 milhões de trabalhadores mineiros do mercado formal e beneficiários da Previdência Social, representa aproximadamente 2,7% do Produto Interno Bruto (PIB) do Estado.

O montante previsto é 12% superior ao observado na estimativa de 2014, quando o esperado para o 13º era de R$14,4 bilhões.

Destino do 13° Salário em 2015, segundo a Pesquisa de Opinião do Consumidor
De acordo com levantamento realizado pela área, 34,6% dos consumidores destinarão o 13º para o pagamento de dívidas, o que representa cerca de 5,6 bilhões de reais. Esse percentual indica uma leve alteração no comportamento das famílias que, em 2014, destinavam a maior parte do benefício (38,6%) para o consumo.

Araxá
De acordo com estimativa do Departamento de Estudos Econômicos da Fecomércio MG , até o final do ano devem ser injetados na economia de Araxá, cerca de R$ 91,9 milhões em consequência do pagamento do 13° salário. O montante previsto é 12,2% superior ao observado na estimativa de 2014, quando o esperado para o 13º era de R$ 81,9 milhões.

fecomercio231115

Notícias relacionadas

Deixe um comentário: