2° Seminário Regional sobre Álcool e outras Drogas é realizado em Araxá

2° Seminário Regional sobre Álcool e outras Drogas é realizado em Araxá

Foto: Caio Aureliano

DA REDAÇÃO/CAIO AURELIANOAraxá recebe a segunda edição do Seminário Regional sobre Álcool e outras Drogas nesta sexta-feira (28) no Virgilius Palace Hotel. O uso de álcool e outras drogas foram tratados como um dos grandes problemas do século 21 que deixam as famílias desestruturadas.

A realização do seminário foi do Conselho Comunitário de Segurança Pública (Consep) e parceiros. De acordo com o presidente do Consep, Valter José das Neves, é importante convocar a sociedade para participar desse tipo de debate. “A intenção desse seminário é aprender mais um pouquinho de como combater as drogas, os crimes e de que maneira podemos unir mais as pessoas, conscientizar mais as nossas famílias para que devemos participar e defender desses problemas que vem assolando a nossa comunidade”, diz o presidente.

“A 1ª edição foi quando nós lançamos o programa ‘Uma Vida Sem Drogas, Eu Curto’ aqui em Araxá para mostrar os malefícios do uso do álcool e das drogas. Então, hoje (28), estamos concluindo o primeiro ciclo deste programa, mas ele não vai acabar. O Consep se reestruturou e vem trabalhando fortemente no combate as drogas e a criminalidade. A sociedade tem nos apoiado muito”, acrescenta Valter.

A promotora de justiça da Comarca de Araxá, Mara Lúcia Silva Dourado, salienta que como ocorre em todo o país, a situação é bastante preocupante aqui na cidade. “Nós assistimos aí um aumento diário em número de pessoas que utilizam álcool e também as drogas ilícitas. É um problema bastante preocupante que exige por parte das autoridades e da sociedade local um trabalho de enfrentamento a esse mal”, destaca a promotora.

O major da Polícia Militar, Fernando Reis, defende a importância de debater sobre esse assunto com todos os representantes da sociedade civil e organizada de Araxá. “A percepção da Polícia é que os órgãos de segurança pública tem perdido essa batalha contra as drogas. As duas polícias (Civil e Militar) têm trabalhado muito e a atividade repressiva por si só não tem surtido o efeito desejado. Isso mostra para gente que alguma coisa a mais precisa ser feita”, conta o major que representou o comandante do 37° Batalhão da Polícia Militar (37° BPM), Ney Sávio de Oliveira, na solenidade.

O presidente da Câmara Municipal, vereador Miguel Alves Ferreira Júnior (PMDB), se referiu a droga como um dos grandes problemas do século 21. “A gente não vê política pública nenhuma voltada em dar saúde para as pessoas, hospital, vaga em faculdade, casa, dignidade, transporte público e oportunidades. É importante demais está aqui discutir algo que possa quem sabe ser o ponto de partida para a transformação de tudo que está aí. Fazer projetos paliativos não resolve. É preciso mesmo uma transformação de valores. Cada um tem algo de importante para fazer aqui na terra”, protesta o presidente.

Em relação ao governo do estado, Marielle Aguiar, referência técnica do programa “Aliança pela Vida”, informa que soluções junto a sociedade estão sendo buscadas para conscientizar os jovens sobre os malefícios do uso do álcool e outras drogas. “O programa ‘Aliança pela Vida’ trata justamente pelo enfrentamento de álcool e outras drogas. A solução tem que partir de todos. O município é tratado como interveniente nessa questão”, aborda Marielle.

Segundo o secretário municipal de Desenvolvimento Humano, José Domingos Vaz, o momento agora é de unir para resolver esse problema. “Vocês podem ter certeza que esse trabalho continua e tem que ser permanente. O poder público continua trabalhando sim para combater as drogas porque sozinho não dá conta, mas com a participação da comunidade, vocês podem ter certeza que vamos vencer. Parabéns a todos por essa iniciativa”, comenta o secretário.

Palestras e oficinas ocorrem durante todo o dia para debater sobre esse tema.

Notícias relacionadas