Abandono do ginásio do Urciano Lemos revolta moradores

Abandono do ginásio do Urciano Lemos revolta moradores

Da Redação – Os moradores do bairro Urciano Lemos estão revoltados com a situação de abandono do Ginásio Poliesportivo José Dumont, no bairro Urciano Lemos. Com vestiários e gols completamente destruídos, paredes com infiltrações e a quadra necessitando de inúmeros reparos, crianças e adolescentes não podem utilizar o local para práticas esportivas.

A Prefeitura de Araxá havia anunciado a reforma do ginásio em 2009, mas o projeto de construção da Praça da Juventude, que ainda não foi executado, suspendeu o investimento.

A Praça da Juventude terá 7 mil m² e prevê a construção de ginásio poliesportivo coberto, com infraestrutura completa composta por módulos – pistas para salto triplo e à distância, pista para caminhadas, quadra de vôlei de praia, área de exercícios, campo de futebol society, pista para skate, teatro de arena, centro de convivência da terceira idade com sala de ginástica, dentre outros.

O governo federal liberou recursos da ordem de R$ 1,2 milhão referente à emenda parlamentar de deputado federal Aracely de Paula para construção do projeto. A prefeitura complementará o valor da obra em R$ 400 mil.

O presidente da Associação dos Moradores do Bairro Urciano Lemos, João Veras, diz que a região não pode esperar a construção da praça. “O prefeito Jeová Moreira da Costa tinha a intenção de inaugurar a Praça da Juventude em 2010, mas até agora as obras não iniciaram-se. Não podemos esperar a construção desse projeto, temos um ginásio à disposição, um local que deveria ser utilizado pela população e que está abandonado. Independente da construção da Praça da Juventude, os moradores do Urciano Lemos, as crianças e adolescentes têm o direito de usufruir desse maravilhoso espaço de lazer”, diz.

De acordo com ele, o Setor Norte possui vários problemas sociais e um local para a prática de esportes não pode ser esquecido pela prefeitura. “O pessoal não tem qualquer lugar para realizar uma prática esportiva. A praça João Amâncio é um ponto de tráfico de drogas e não temos um local para deixar nossas crianças. Tenho certeza que se o ginásio fosse reformado muitos garotos teriam menos contato com as drogas, pois estariam jogando bola lá. O prefeito Jeová sabe da situação, já foi informado sobre a necessidade de reforma, mas nada é feito, só temos promessas e mais promessas”, afirma Veras.

“O pode ser visto é um patrimônio público depredado, jogado às traças, que até semana passada estava cheio de entulhos e aberto para uso de andarilhos, e até mesmo marginais”, afirma o presidente.

Segundo ele, a revolta dos moradores é muito grande. “Infelizmente, não podemos fazer nada, a não ser reivindicar através da imprensa. Toda a comunidade está indignada porque é um período de férias e o ginásio poderia estar sendo utilizado. Até quando vamos ter que esperar por uma simples reforma? Nós precisamos de esporte, de investimento em ações voltadas para crianças e adolescentes. Enquanto isso não acontece, a gente vê diariamente crianças se envolvendo com o tráfico”, afirma.

“O prefeito sempre fala em inclusão social e qualidade de vida, mas pelo o que agente tem visto essas ações é somente para empresários. Verba para CDL e promoção de festas a gente lê no jornal toda semana, mas para os bairros não temos conhecimento de qualquer investimento”, acrescenta Veras.

Convênios

O presidente ressalta que a associação tem trabalhado para trazer benefício para a comunidade. “Já regularizamos nosso estatuto e estamos associando os moradores. Com apenas R$ 2 mensais, o associado tem direito a pequenos descontos em supermercados, clínicas odontológicas, farmácia, compra de gás de cozinha, enfim, já estamos com um grande número de empresas conveniadas”, diz.

“Já temos cerca de 180 sócios e a nossa meta é chegar a mil. Também temos realizado muitas atividades na associação, como aulas de capoeira e karate, forró dos aposentados e uma horta comunitária. O que é de competência da associação nós temos feito, mesmo sem apoio da prefeitura” afirma o presidente.

Notícias relacionadas