Acordo com a Polícia Federal permite registro de arma de fogo nos Correios

Acordo com a Polícia Federal permite registro de arma de fogo nos Correios

Solicitar o registro de arma de fogo ou renová-lo ficou mais acessível. As 6.131 agências próprias dos Correios, em todo o Brasil, passam a receber pedidos de registro de armas de fogo de uso permitido e solicitação de renovação do registro de armas cadastradas nos órgãos estaduais que não obtiveram o registro federal, ou das armas que obtiveram registro federal, mas que estão com prazo de validade vencido ou por vencer em 2009.

O serviço faz parte do Acordo de Cooperação Técnica assinado na semana passada entre a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) e o Departamento de Polícia Federal (DPF). O objetivo do acordo é facilitar o acesso dos cidadãos interessados em regularizar a situação de suas armas. O DPF buscou o apoio dos Correios pela confiabilidade que a marca desfruta junto à população e por sua presença em todos os municípios brasileiros

A opção de atendimento pelos Correios diminui o tempo e os custos de deslocamento para os que buscam a regularização das armas. Antes, o serviço era prestado exclusivamente nas cidades brasileiras onde existem representações do DPF, como Araxá, por exemplo.

O interessado no registro ou renovação não deverá levar a arma para os Correios. Para o registro, basta que compareça a uma agência credenciada, munido dos originais e cópias da identidade ou qualquer outro documento original com foto, CPF, e comprovante de residência.

É necessário ter em mãos o número de série, marca, espécie e calibre da arma. Nas renovações, serão exigidos original e cópia do Certificado de Registro da arma.

O prazo para a regularização (registro ou renovação) é até dia 31 de dezembro próximo. Depois desse prazo, só restará ao cidadão que possui arma de fogo sem o registro federal entregá-la mediante indenização, não podendo mais regularizá-la. Após aquela data, somente os registros federais serão renovados, observando-se o prazo de validade do registro, que é de três anos.

O valor do serviço de atendimento, remessa e recebimento de documentos do DPF, emissão de aviso de chegada e entrega do Certificado de Registro de Arma de Fogo definitivo é de R$ 6,50. É preciso estar atento às regras da Polícia Federal para retirada ou renovação do registro, pois o pedido pode ser negado e, nesse caso, o valor pago pelo serviço não será devolvido.

Para os Correios, esta é uma oportunidade não só de inovar na prestação dos serviços aos cidadãos como também de contribuir com o governo federal na Campanha de Desarmamento e de Regularização de Armas de Fogo.

Notícias relacionadas