Super banner
Super banner

Aluno do Cefet pede ???Mudança Já??? em manifesto

Aluno do Cefet pede ???Mudança Já??? em manifesto

A transformação se dá no nascimento da consciência de que a comodidade a passividade em nossas ações não se sustentam mais, e agindo através de uma ideologia trilhará o caminho em busca de novas realidades. Para mudança é necessário menos do mesmo e mais do novo. Acabemos de uma vez com a única ameaça, que é a tragédia de não querer lutar para melhorar.

Um profissional formado pelo Cefet (MG), mesmo com todas as dificuldades para concluir o curso, é requisitado a todo o momento independente de sua área de atuação, e é valorizado pelo serviço prestado.

Estamos diante de uma morte. Prematura não, necessária sim. A instituição chamada Cefet (MG), no modelo que conhecemos, está perto de seu derradeiro fim. Há cem anos carrega o peso e a gloriosa missão de formar cidadãos conscientes e competentes em suas áreas de atuação. Agora, neste exato momento, está ligada na UTI política dependendo de vontades e interesses de nobreza incerta, e até certo ponto imorais.

Entendemos que falta apoio, atenção e vontade para com o Cefet (MG) Araxá. Nossa administração central, em Belo Horizonte, dificilmente olha com carinho para esta unidade perdida em meio ao cerrado. O curso superior de Engenharia de Automação Industrial, aberto em 2006, sofre constantemente com a ausência de professores.

O problema se tornou crônico. Belo Horizonte insiste em abrir editais para professores substitutos. Ora, queremos efetivos, não substitutos que amargam um salário indigno de suas qualificações. A ausência destes acarreta uma queda gradativa na qualidade de ensino, e consequentemente um descrédito geral àqueles que assistem (ou tentam assistir) com dignidade às aulas.

Conhecemos a realidade do Cefet (MG), mas sabemos que podemos enfrentá-las e vencê-las para sermos recompensados ao final desta grande jornada. Pedimos a comunidade, prefeitura, e a administração de Belo Horizonte que se lembrem da existência de seres pensantes, atuantes e com vontade de mudar esta realidade. Estes seres são chamados de classe estudantil. Não de palhaços. Existe uma tradição de luta e perseverança entre nós estudantes, e com certeza nesse momento não será diferente.

Com certeza existe a idéia de se tomar um novo rumo, mesmo que contrário à administração, para a busca de soluções para nossos anseios. Optar pela transformação em Universidade Tecnológica, IFET ou qualquer outra opção viável envolve um grande debate que, de forma inédita, foi aberto pela direção do Cefet (MG) Araxá exercendo a cidadania e o direito democrático de escolher. Sempre iremos estudar a maneira mais eficiente de atender nossas necessidades a curto, médio e longo prazo.

Portanto, iremos até o fim com este manifesto e contamos com a união dos estudantes e da comunidade para o fortalecimento desta instituição de suma importância para a comunidade.

Pertencemos, graças a lutas anteriores, a uma democracia. Esta garante o direito pleno de manifestar nossa opinião. 

Desejamos profundamente mudanças. E vocês?

Rone Charles é aluno da Engenharia de Automação Industrial (Cefet (MG) – Campus Araxá) e diz expressar a opinião de uma maioria neste texto.

Araxá, março de 2009

Notícias relacionadas