André faz três, mas Operário cede o empate

André faz três, mas Operário cede o empate

O Operário recebeu o CIT, na manhã de hoje (27), pela penúltima rodada da segunda fase do Campeonato Amador. O 1° tempo foi todo do dono da casa que abriu dois gols de vantagem, mas na segunda etapa o CIT melhorou e foi buscar o empate em 3 a 3, destaque para os três gols de André Pedrinópolis. O resultado garantiu o CIT na semifinal e a segunda vaga da chave vai ser decidia entre Operário, Vila Nova e Trianon.

Grupo par
â–º Classificação

â–ºTabela de jogos

Grupo ímpar
â–º Classificação
â–º Tabela de jogos

 CIT mal no 1º tempo

Desligado em campo, o CIT saiu atrás no placar logo aos 3 minutos. Após vacilo da defensiva que saiu jogando errado, André Pedrinópolis invadiu a área e bateu cruzado sem chances para Maisena.

Com dificuldades em chegar ao gol de Lobinho, o ataque do CIT se limitava em tentativas pela ponta direita com Belchiorzinho e do outro lado com Thiaguinho, porém sem sucesso. Com a vantagem no placar, o Operário soube se defender bem e saía no contra-ataque com perigo.

Numa dessas decidas, André Pedrinópolis deixou mais um. Aos 46, a zaga do CIT cortou mal e a bola sobrou livre, fora da área, para André. Ele chutou forte e ainda contou com um desvio para complicar a vida de Maisena, que foi mais não achou nada.

Operário cede o empate

Com um pênalti desperdiçado por Belchiorzinho, aos 18 minutos, parecia que o dia não seria mesmo do CIT, mas com a expulsão precoce de Adriano, que entrou no lugar de Paulo Lopes e foi mais cedo para casa com menos de cinco minutos em campo, as coisas começaram a mudar.

Bruno César teve sorte e a falha do goleiro Lobinho contribuiu para o primeiro gol do CIT. O camisa 10 foi cruzar na área, a bola fez uma curva em direção ao gol, e Lobinho, adiantado, acabou aceitando, aos 23.

A resposta do Operário foi rápida e desta vez quem errou foi o goleiro Maisena. André cobrou falta de longe, a bola quicou no péssimo gramado do Oacisto Teixeira, e Maisena tomou um frango, aos 25. Operário 3 a 1.

Com um a mais e o adversário se abdicando de atacar, o CIT partiu para cima e buscou o empate. Numa cobrança de falta com extrema categoria, Bruno César fez o segundo dele e do CIT na partida.

O gol de empate saiu aos 43. Após cobrança de falta no segundo pau, Fred desviou para o meio da área, a zaga do Operário ficou olhando e Alan apareceu rápido entre os zagueiros para deixar tudo igual e carimbar o passaporte para a próxima fase.

Ficha técnica

Operário: Lobinho, Paulinho, Flavinho (Buiú), Paulo Lopes (Adriano) e Dione; Expedito,Vitinho, Ademílson e Bruno (Samuel); André e Diego.
Treinador: Zezé.

CIT: Maisena, Wilson (Paulo Henrique), Fred, Anselmo e Kellvy; Adriano (Zé Mário), Alan, Marreco (Bruno Guarda-Chuva) e Bruno César; Thiaguinho (Felipe) e Belchiorzinho (Bryan).
Treinador: João Batista.

Árbitro: Marcílio Adriano.
Auxiliares: Sebastião Aparecido e Paulo César Souza.

Gols do 1º tempo: André (2), aos 3 minutos e aos 46.
Gols do 2º tempo: Bruno César (2), aos 23 e aos 33; André, aos 25, e Alan, aos 43 minutos.

Cartões amarelos: Maisena, Fred, Zé Mário e Belchiorzinho (CIT); Vitinho e André (Operário).
Cartão vermelho: Adriano (Operário).

Notícias relacionadas