Araxá a um passo de ser subsede da Copa de 2014, diz Jeová Moreira

Araxá a um passo de ser subsede da Copa de 2014, diz Jeová Moreira

O poder público está com grande expectativa de que Araxá será escolhida entre as subsedes em Minas Gerais da Copa de 2014. Para a conquista, o prefeito Jeová Moreira da Costa destaca que está fazendo ações nos meios político e empresarial.

O maior desafio do prefeito é a construção de um novo estádio e um espaço multiuso que serviria como sambódromo, pista de arrancada e abrigaria grandes eventos durante o período preparatório para o mundial.
 
“Já estamos acertados com o governo do Estado para que Araxá seja uma das sudsedes de Minas. O governador Aécio Neves, o professor Anastasia (vice) e a secretária de Estado de Turismo, Érica Drumond, estão em consonância com o nosso governo e também têm uma visão de divulgar Araxá para o mundo. E a maioria das lideranças políticas de nossa cidade está convergente com a nossa ideia.”

O presidente da Comissão de Turismo, Indústria, Comércio e Cooperativismo da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), deputado Sérgio Lúcio de Almeida (Tenente Lúcio), também declarou apoio ao município em matéria veiculada pela revista Circuito das Gerais.

Na próxima semana, Jeová tem uma audiência marcada em Brasília com os ministros Luiz Barretto (Turismo) e Orlando Silva (Esporte) para oficializar de vez Araxá como subsede do mundial. Nesta semana, o prefeito recebeu material promocional da Copa de 2014 do Ministério do Esporte pela intenção de candidatar o município para receber uma seleção.

Novo estádio, Fausto Alvim e parcerias empresariais

Jeová afirma que a negociação da área central que compreende o Estádio Municipal Fausto Alvim, o Araxá Tênis Clube (ATC) e a quadra coberta da Associação dos Servidores Públicos da Prefeitura e da Câmara Municipal de Araxá (Aserpa) está praticamente fechada com o Grupo Kamel.

“O local foi avaliado em torno de R$ 9 milhões e, em troca, vamos receber este mesmo valor de uma área periférica pertencente ao Grupo Kamel (próxima ao aeroporto), mas que é bem maior que a do Fausto Alvim, para construirmos o novo estádio e um espaço multiuso.”

A contrapartida do Grupo Kamel, segundo Jeová, seria a construção de um shopping na área central, que anularia especulações sobre a construção de um hipermercado ou loteamento residencial no local.

O prefeito diz que a idéia inicial é construir um moderno estádio com capacidade entre 15 mil e 20 mil pessoas, com pista de atletismo e demais incrementos para receber outras modalidades esportivas. Jeová diz que o orçamento previsto para a construção é de R$ 40 milhões. “Será um estádio de referência nacional reconhecido pela CBF (Confederação Brasileira de Futebol)”.

De acordo com ele, o projeto do estádio está praticamente acertado com o arquiteto carioca Carlos Porto, autor de projetos do Estádio Olímpico João Havelange (Engenhão), da Arena Olímpica do Rio de Janeiro – Pan Rio 2007 – Velódromo Municipal (RJ) e Arena da Gávea (futuro estádio do Flamengo). Carlos Porto esteve reunido com o prefeito em Araxá há três meses.

Leia também

Alda Sandra destaca potenciais de Araxá para ser subsede da Copa de 2014

 

Notícias relacionadas