Super banner
Super banner

Araxá Esporte vai expandir projeto de formação para regiões carentes

Araxá Esporte vai expandir projeto de formação para regiões carentes

Jovem atendido pelo projeto durante treinamento no Estádio Fausto Alvim - Foto: Jorge Mourão

Da Redação – O Araxá Esporte Clube vai expandir o projeto A Base para a Formação Esportiva para regiões mais carentes da cidade. O clube realizará parcerias com pelo menos quatro times amadores para a criação de novas escolinhas. A expectativa é aumentar o número de crianças e adolescentes (12 a 14 anos, 14 a 16 e 16 a 18) assistidos pelo programa. O trabalho deve propiciar aos atletas condições de treinamento ideais, visando formação completa dos novos atletas e de melhores cidadãos.

O clube conquistou no último ano um recurso financeiro de R$ 2,1 milhões do Ministério do Esporte através de dedução de Imposto de Renda da Companhia Brasileira de Metalurgia e Mineração (CBMM). O objetivo em 2011 é fortalecer o projeto e aumentar o número de empresas participantes.

Em 2010, o clube já investiu na aquisição de equipamentos e materiais esportivos, estruturação e implantação de uma academia de ginástica, a contratação de profissionais ligados ao esporte, além de bolsa-auxílio para cerca de 90 jovens que formam as equipes de base do clube.

O presidente do Araxá, Dailsom Lettieri, diz que expectativa é dar continuidade ao bom trabalho realizado e torná-lo uma realidade. “Queremos reforçar o projeto nesta segunda etapa e continuar realizando esse trabalho social com a expansão do número de atendimentos. Vamos fazer alguns ajustes e acreditamos que vamos errar menos também. A tendência é o projeto ter continuidade, pois estamos fazendo tudo como a lei manda. O sucesso do primeiro está na renovação do segundo.”

De acordo com Lettieri, a ideia é começar a preparar um projeto para a criação de novas escolinhas em 2012. “Queremos envolver quatro times amadores de regiões mais carentes da cidade, oferecendo uma estrutura dentro do projeto para que seja montada novas escolinhas. O objetivo é ampliar o nosso leque de atendimentos e aumentar a nossa responsabilidade social. Portanto, a intenção é expandir o projeto para comunidades carentes em 2012 e já em 2013 a construção de um centro de treinamento”, diz.

Notícias relacionadas