Araxá recebe a peça teatral “Os homens querem casar e as mulheres querem sexo”

Araxá recebe a peça teatral “Os homens querem casar e as mulheres querem sexo”

Os homens querem casar e as mulheres querem sexo

A premiada peça será apresentada no palco do Teatro Municipal de Araxá, no sábado (11), às 20h. Os ingressos gratuitos podem ser retirados a partir de quinta-feira (09) na sede da Fundação Cultural Calmon Barreto e no Teatro Municipal.

O espetáculo conta a história de Jonas, um rapaz que tenta, de todas as maneiras, encontrar uma mulher para casar. Durante essa busca, muitos tipos de mulheres passam pela sua vida deixando muitas histórias. Frequentador assíduo de casamento, de conhecidos e desconhecidos, ele briga por todos os buquês e enfeites de bolo. Depois de mais uma tentativa frustrada em um casamento, ele resolve ir para um lounge de casamento, pra beber e desabafar com seu lado feminino.

A Prefeitura Municipal de Araxá através da Fundação Cultural Calmon Barreto apresenta este espetáculo com o apoio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Parcerias.

A Peça

Dois premiados atores da comédia em Minas uniram-se para montar a divertida história de Jonas, um rapaz que tenta, de todas as maneiras, encontrar uma mulher para se casar. Esse é o ponto de partida do espetáculo “Os homens querem casar e as mulheres querem sexo”, com atuação de Marcelo Ricco, prêmio de Melhor Ator Comediante / Humorista (Sesc/Sated – 2007), e direção do experiente Carlos Nunes, que retorna como diretor, após 10 anos.

Na peça, ao contrário da realidade, quem procura um grande amor é um homem. Durante essa busca, muitos tipos de mulheres passaram pela sua vida, deixando muitas histórias. frequentador assíduo de casamento, de conhecidos e desconhecidos, ele briga por todos os buquês. Depois de diversas tentativas frustradas, ele encontra seu lado feminino e desabafa frases do tipo: “Estou cansado dessas mulheres só me usarem”; “Quero alguém para dormir de conchinha”; “Eu rezo toda noite pedindo a Deus uma pessoa bacana, íntegra, companheira, que não seja mentirosa e que não suma no final de semana”.

Também produtor do espetáculo, Marcelo Ricco conta que conheceu o texto por indicação de um amigo, que viu a entrevista do autor em um programa de televisão. “Carlos Simões montou essa peça no Rio, também atuando, com grande sucesso. Eu buscava um texto para montar e esse se encaixa no gênero em que fico mais a vontade, que é a comédia”, explica o ator. Escolhido o texto, o desejo de trabalhar com Carlos Nunes era antigo. “Descobri o teatro há apenas 11 anos. Já admirava o trabalho do Carlos Nunes antes mesmo de começar a atuar. Só o conheci pessoalmente quando recebi das mãos dele o prêmio de Melhor Comediante/Humorista. Daquele momento em diante, fiquei com uma expectativa enorme de trabalharmos juntos. Estou muito feliz por ele ter aceitado o convite”, completa Ricco.

Para Carlos Nunes, o convite não podia chegar em momento melhor. Feliz com o sucesso da peça que estreou há um ano, “Comi uma galinha e estou pagando o pato”, ele conta que pensava em trabalhar com outras atividades no universo teatral. “Depois de algumas leituras do texto, aceitei o convite da direção porque percebi no Marcelo um grande talento e uma força de vontade enorme, sem contar que é uma ótima oportunidade de exercitar a Direção. Quero, além de atuar, ser um profissional de teatro, seja dirigindo, escrevendo ou produzindo”, diz.

O espetáculo já passou por várias cidades do interior de Minas Gerais, entre elas: Betim, Brumadinho, Congonhas, Contagem, Divinópolis, Itabira, Itabirito, Ipatinga, Mariana, Nova Lima, Nova Serrana, Ouro Branco, Perdões, Sete Lagoas, São Gonçalo do Rio Abaixo, Timóteo, Itabira, Brumadinho, São João Del Rei, Caeté, João Monlevade, Nova Era, Ponte Nova, Itaúna, Sabará, Ouro Preto, Matozinhos, Pedro Leopoldo e Lagoa santa. Além destas cidades, a montagem já realizou várias temporadas em Belo Horizonte e participou das três últimas edições da Campanha de Popularização de Teatro e da Dança de Minas Gerais (37ª, 38ª e 39ª). E com pouco mais de 02 anos e meio de estrada, a montagem já e foi assistida por mais de 60 mil expectadores e recebeu o Prêmio de Maior público no 8º Premio – Usiminas Sinparc.

O Ator

Marcelo Ricco nasceu em Ribeirão das Neves. Está com 36 anos e estreou no teatro aos 25. Desde então, fez cursos de especialização no Centro Cultural Mauricio Murguel e participa de workshops. Atua em “As Monas Lisas” desde 2006, de Wilson Coca, com direção de Fernando Veríssimo. Espetáculo que lhe rendeu o prêmio de Melhor Ator Comediante / Humorista (Sesc/Sated – 2007), com a personagem Harold. 

O Diretor

Carlos Nunes está há 04 anos em cartaz com a peça “Comi Um Galinha e Estou Pagando o Papo”, apresenta e produz há 12 anos o espetáculo “Como Sobreviver em Festas e Recepções com Buffet Escasso”; atuou e produziu “Pérolas do Tejo” e “O Noviço”; atuou e dirigiu “Lá A Vida é Uma Comédia”; atuou em “A Comédia dos Sexos” e “Um Caso de Bastante Gravidez”; dirigiu “O Conto Do Vigário”, “Sem Nexo, Sem Plexo”, “A Rainha Alérgica” e “Deu Charivari no Chalé”.

Sinopse:

O espetáculo conta a história de Jonas, um rapaz que tenta, de todas as maneiras, encontrar uma mulher para casar. Durante essa busca, muitos tipos de mulheres passam pela sua vida deixando muitas histórias. frequentadorassíduo de casamento, de conhecidos e desconhecidos, ele briga por todos os buquês e enfeites de bolo. Depois de mais uma tentativa frustrada em um casamento, ele resolve ir para um lounge de casamento, pra beber e desabafar com seu lado feminino.

Ficha Técnica:

Texto: Carlos Simões (RJ) / Elenco: Marcelo Ricco / Direção: Carlos Nunes / Assistente de direção: Christiano Junqueira / Voz in off: Heloísa Duarte / Cenário: Heleno Polisseni e Yuri Simon / Cenotécnico: Constantino Daniel / Iluminação: Yuri Simon / Figurinos e Seleção Musical: Marcelo Ricco / Projeto gráfico: Marcio Miranda / Produção Executiva: Carol Fonseca / Locução: Cleuton Bueno / Fotografia: Ludmila Loureiro / Assessoria de imprensa: Jozane Faleiro.

Duração: 70 minutos

Classificação: 14 anos

Serviço

Os Homens querem se casar e as Mulheres querem sexo

Data: 11 de maio, sábado, às 20h

Local: Teatro Municipal de Araxa, Av. Antonio Carlos, s/n

Informações: 34 3691-7091

Notícias relacionadas