Super banner
Super banner

Bancários de Araxá entram em greve por tempo indeterminado

Bancários de Araxá entram em greve por tempo indeterminado

Foto: Caio Aureliano - Diário de Araxá

DA REDAÇÃO/CAIO AURELIANO – Araxá aderiu a grave dos bancários por tempo indeterminado. A expectativa é que a greve atinja, no mínimo, 130 bancários, que exercem a profissão em Araxá. A adesão da greve ocorreu na assembleia realizada na última sexta-feira (20) na sede do Sindicato dos Bancários de Araxá e Região.

A greve reivindica maior reajuste salarial, melhores condições de trabalho, aumento do piso, dentre outros. “Nós estamos pedindo aumento salarial e mais atendimentos para os clientes. Estamos pedindo 11% que é a inflação mais 5% de ganho real. Eles (representantes da Fenaban – Federação Nacional dos Bancos) ofereceram 6.1% e nenhum ponto acima da inflação. Cada bancário ganha de R$ 1,8 mil”, diz o presidente do sindicato José Roberto Alves.

“Os bancos estão começando a aderir hoje (23). A maioria está atendendo no mínimo 30%. A greve é por tempo indeterminado até que os banqueiros sensibilizam com a nossa manifestação para sentar na mesa e conversar”, acrescenta.

“Eu peço desculpas a população pelo que a greve vai causar de transtorno, principalmente em Araxá. Nós somos 189 bancários, sendo que, no mínimo, 130 vão aderir a greve”, coloca o presidente do sindicato.

Durante a greve, outras assembléias serão realizadas para decidir se a manifestação deve continuar ou não em Araxá.

Caso o seu banco esteja participando da greve, o usuário pode utilizar de caixas eletrônicos, internet banking, o aplicativo do banco no celular (mobile banking), operações bancárias por telefone e também pelos correspondentes, que são casas lotéricas, agências dos Correios, redes de supermercados e outros estabelecimentos comerciais credenciados para a realização de transações financeiras.

Notícias relacionadas