Bosco se reúne com a Federaminas e destaca congresso em Araxá

Bosco se reúne com a Federaminas e destaca congresso em Araxá

Wander, Dinis e Bosco

Cumprindo seu propósito de estreitar relacionamento com todas as forças políticas e empresarias de Minas Gerais, buscando parcerias que beneficiem a região do Alto Paranaíba, o deputado Bosco recebeu o presidente da Federaminas, Wander Luis Silva. Ao lado do presidente da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, deputado Dinis Pinheiro, o parlamentar araxaense conversou sobre a conjuntura econômica nacional e mineira, e destacadamente sobre o sucesso do recente congresso da federação ocorrido em Araxá. Na oportunidade, coube ao deputado Bosco representar o presidente Dinis Pinheiro e a Assembleia Legislativa no evento.

O encontro deu sequência a outro acontecido na última semana entre o deputado Bosco e o presidente Wander Luis na própria Federaminas. O tema do congresso, no Grande Hotel do Barreiro, foi “Mudanças: despertar de novas oportunidades”. O dirigente classista tem destacado que Araxá, com seus quase 100 mil habitantes, é uma cidade parceira do empresariado mineiro.

Sobre o congresso, comemorou a participação de cerca de 400 municípios, o que assegurou o sucesso de sua realização. Para o deputado Bosco, foi uma excelente oportunidade de a cidade mostrar aos empreendedores de todo o Estado o seu potencial, visando atrair futuros investidores.

Escola Ordem e Progresso

Visita à Escola Ordem e Progresso

O deputado Bosco, presidente da Comissão de Educação, Ciência e Tecnologia, visitou, nesta segunda-feira (31), a Escola Estadual Ordem e Progresso, juntamente com outros parlamentares. Além de conhecer o espaço físico da instituição, o deputado se reuniu com a diretora Marisa de Oliveira Costa, a superintendente da Regional de Ensino Metropolitana B, Maria de Lourdes Rodrigues Fassy.

Na reunião, foram discutidas questões como a oferta de vagas para estudantes não-dependentes de servidores da Polícia Civil e a manutenção do número de salas. Ficou acordado que a escola manterá todas as salas em funcionamento, continuará ofertando um percentual das vagas para estudantes que não sejam dependentes de policiais civis, como sempre fez, e ainda disponibilizará as vagas não preenchidas pelos dependentes de policiais aos demais estudantes, sempre respeitado os critérios de seleção da instituição.

Destacou o deputado Bosco, que a medida contribuirá para evitar o fechamento de turmas em virtude do não preenchimento das vagas. Atualmente, os dependentes de policiais ocupam 60% das vagas no turno da manhã, 64% no turno da tarde e 18% à noite. Segundo a diretora, a movimentação é maior durante o dia.

“As turmas já estão com 40 alunos, cinco a mais do que o recomendado. Além de não haver espaço, a ampliação comprometeria a qualidade do nosso ensino, que é referência”, destacou.

No noturno, entretanto, há duas salas fechadas por falta de demanda, já que muitos pais consideram a região perigosa à noite. Para solucionar o problema, a diretora informou que  solicitou reforço no policiamento e a criação de um cargo de diretor para o período noturno.

Notícias relacionadas