Bosco tem semana movimentada

Bosco tem semana movimentada

Da Redação/Com Ascom – Desde que assumiu seu mandato de deputado estadual, o deputado Bosco vem se destacando como um dos parlamentares mais presentes nos eventos e reuniões da Assembleia Legislativa. Nesta semana, especialmente, sua agenda esteve totalmente comprometida. Depois participar na terça-feira (13) da audiência da Comissão de Turismo, em Sacramento, o deputado esteve envolvido com o grave e delicado momento da educação em Minas Gerais por causa da greve dos professores.

Aliado do governador Antonio Anastasia e presidente da Comissão de Educação, Ciência e Tecnologia da Assembleia, o parlamentar esteve presente nas reuniões – tanto da Casa quanto de negociação – que culminaram com a aprovação nas comissões do projeto salarial da categoria. Em outra frente, o deputado Bosco presidiu a reunião com técnicos do governo que apresentaram informações acerca das metas – todas atingidas e superadas – do Plano Plurianual de Ação Governamental (PPAG).

Nesta reunião da Comissão de Educação, foram apresentados os projetos Aceleração da Aprendizagem na região Norte de Minas, Jequitinhonha, Mucuri e Rio Doce; Desempenho e Qualificação de Professores – Ensino Médio e Profissionalizante; Escola em Tempo Integral; Escola Viva; Comunidade Atiova; Novos Padrões de Gestão e Atendimento de Educação Básica; Poupança Jovem; Promédio – Melhoria da Qualidade e Eficiência do Ensino Médio – e Sistemas de Avaliação da Qualidade do Ensino e das Escolas.

Já na quinta-feira (15), ele esteve presente na reunião da Comissão de Fiscalização Financeira e Orçamentária que aprovou o projeto que dispõe sobre o aperfeiçoamento na política remuneratória por subsídios das carreiras do Grupo de Atividades da Educação Básica e das carreiras do pessoal da Polícia Militar.

O projeto ainda estabelece reajuste para diretores, vice-diretores, secretários e coordenadores de escolas. Além disso, assegura aos diretores que ocupam dois cargos de magistério a possibilidade de evolução na carreira com relação a ambos os cargos efetivos e a contagem de tempo para aposentadoria sem arcar com os custos da contribuição patronal.

Ainda na quarta-feira (14), Bosco e outros deputados da base de governo receberam professores da rede estadual. Eles entregaram um documento aos parlamentares, pedindo que a Assembleia atue vigorosamente para acabar com a greve dos professores. Os professores de escolas de Belo Horizonte, disseram que tomaram a iniciativa, que foi apoiada por outros servidores de suas unidades de ensino, segundo eles, porque acreditam que o movimento tomou rumos político-partidários, fugindo à motivação iniciação de luta pelo piso salarial.

O deputado Bosco destacou que o governo vem agindo com responsabilidade, concedendo o que é possível diante da situação econômica do Estado. Além disso, ele ainda esteve em audiências com diversos órgãos de governo buscando alternativas e soluções para uma série de reivindicações de Araxá e região.

Notícias relacionadas