Café certificado de Minas é vendido para a Bélgica

Café certificado de Minas é vendido para a Bélgica

A negociação do primeiro lote de café certificado pelo Projeto Estruturador Certifica Minas, foi feita pela Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig) em fevereiro, na Fazenda Experimental da empresa em Patrocínio. O café da Epamig foi avaliado pelo comprador, Seiva Agroindustrial de Perdizes, e obteve o padrão de qualidade exigido para exportação. O produto foi levado para Santos e, de lá, seguirá para a Bélgica.

“Esse tipo de café está avaliado pelo mercado local por R$ 264, mas conseguimos um valor de R$ 275, livre de impostos para a Epamig. Com esta negociação, houve um ágio de R$ 11 por saca, o que totalizou um ganho de R$ 4.261,84 para a Epamig”, comemora o gerente da Fazenda Experimental de Patrocínio, Dalton Lúcio Silveira.

O volume de café vendido foi de 387 sacas, perfazendo um total de R$ 106.546. A cotação de bolsas de valores, no dia anterior e no dia do fechamento da venda, caiu R$ 10, em média, para o mesmo tipo de café, o que, teoricamente, manteve os preços do café certificado da Epamig estável e proporcionou segurança nas negociações.

Além da Fazenda Experimental de Patrocínio, também receberam certificadas as fazendas de São Sebastião do Paraíso e Machado. Essas unidades da Epamig foram as primeiras de pesquisa no Brasil a obterem a certificação para a cultura do café. Atualmente, estão em curso os processos de certificação das fazendas experimentais de Três Pontas, Lavras e Oratórios.

Notícias relacionadas