Cafu veste novamente a camisa do Araxá Esporte

Cafu veste novamente a camisa do Araxá Esporte

Da Redação – Arilênio Dias, conhecido como Cafu, retorna ao Araxá Esporte, após quatro meses como gerente de futebol do clube. Ele vestiu a camisa do alvinegro e já participou de sua primeira atividade como jogador profissional na tarde desta terça-feira (12), em treino tático comandado pelo técnico Flávio Lopes no estádio Octaviano Paraíso (Paraísão). Cafu tem 34 anos e entrou na história do Araxá como jogador que esteve nas conquistas da Segundona do Mineiro em 2007 e 2011, além do titilo do Módulo II de 2012.

De acordo com o guerreiro alvinegro, como é conhecido pelos torcedores, o retorno ao Araxá foi bastante tranquilo com uma bela recepção dos companheiros. “O retorno foi cheio de brincadeiras e alto astral no alvinegro. Apesar de não estar treinando com bola de não fazer aquilo que os jogadores profissionais têm, feito desde o início do ano, tenho procurado em me cuidar, trabalhado na academia diariamente, então, não estou tão longe daquilo que é ideal”, diz o volante do Araxá.

Cafu conta que o retorno aos gramados foi uma grande surpresa não somente para ele, mas a toda a sua família. “Fui pego de surpresa. O Marcelo (Araxá, diretor de futebol) me fez o convite, inicialmente fiquei com um pouco de receio até pelo tempo fora dos gramados. Ele acabou não só me convencendo, mas também a minha esposa (Renata) que achava que não era o momento de voltar, mas o Marcelo Araxá acabou argumentando muito com ela. Convenceu ela e também a mim. Até da minha parte não foi difícil pelo carinho e respeito ao que tenho ao Araxá”, afirma Cafu.

Em questão de adaptação com elenco, atualmente comandado pelo técnico Flávio Lopes, Cafu considera que não vai ter nenhum problema por já ter atuado ao lado de jogadores como Fernando Pompéu, Osvaldir, Tiago Pereira, entre outros.

Cafu não quis comentar quando vai ser o seu retorno aos gramados, mas se o técnico Flávio Lopes precisar dele para jogar contra o Villa Nova no estádio municipal Fausto Alvim neste sábado, 16, às 17h, o guerreiro se coloca a disposição.

“Não vou falar em tempo, porque sou um cara que gosto de fazer as coisas de forma intensa. O que falta agora é o trabalho realmente com bola dentro de campo para ir condicionando e fazendo os complementos logo após os trabalhos para que esteja em uma condição melhor o mais rápido possível. Mas se o Flávio Lopes precisar já no sábado pode contar comigo. Vou estar a disposição tanto jogando como no banco”.

“A décima colocação para o Araxá é um grande incomodo a comissão técnica e aos jogadores. Se o Araxá jogar com o mesmo espírito que jogou contra o Cruzeiro no domingo, a equipe vai sair dessa situação focando em permanecer na 1ª divisão”, conclui Cafu.

Dispensas

A diretoria do Araxá confirmou a rescisão contratual do meia Renato Xavier e do 3º goleiro Matheus. Segundo o presidente Dailsom Lettieri, a Clube está a procura, principalmente de um atacante. 

Notícias relacionadas