Câmara aprova denominação do Centro Administrativo

Câmara aprova denominação do Centro Administrativo

A Câmara Municipal de Araxá aprovou um projeto de lei que dispõe vai denominar o futuro Centro Administrativo como “Prefeito Domingos Santos”, durante reunião ordinária realizada na tarde desta terça-feira (26). A proposta é de autoria do vereador licenciado Juninho da Farmácia (DEM), que recentemente assumiu a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Rural.

Na apresentação da proposta há ocorrida há 20 dias, o então vereador Juninho fez questão de destacar a importância de um grande personagem araxaense ser homenageado através de um notável empreendimento público como o Centro Administrativo que está sendo construído ao lado da sede da Câmara, e com o saudoso “Domingão” não poderia ser diferente.

Filho de Armando Santos e Venina Machado Santos, Domingos Santos nasceu em 4 de agosto de 1918. Casou-se em 1944 com Wanda Carneiro Santos, com quem teve quatro filhos, e foi bancário por 30 anos. Iniciou na carreira pública sendo o vereador mais votado em 1950. Quatro anos mais tarde, foi eleito o prefeito de Araxá, cumprindo mandato de 1955 a 1958. Ainda candidatou-se a deputado estadual pelo PSD, partido que sempre atuou, e mesmo sendo o mais votado no Triângulo Mineiro, ficou na suplência. Entretanto, chegou a ocupar uma cadeira da Assembleia Legislativa em 1959.

Em 1962, foi eleito novamente prefeito de Araxá, governando a cidade entre 1963 e 1966. De 1967 a 1971, no mandato do então governador Israel Pinheiro, ocupou os cargos de chefe de Gabinete da Secretaria de Estado de Fazenda, dirigiu o Inocoop Centrab e o Tesouro de Minas Gerais. No governo Tancredo Neves, em 1983, foi nomeado conselheiro da Açominas. Dedicou-se por décadas à Santa Casa de Misericórdia de Araxá, atuando como vice-provedor, tesoureiro, secretário e conselheiro.

Recebeu várias condecorações por sua trajetória política e profissional, entre elas, a Medalha Santos Dumont. Domingos Santos faleceu aos 89 anos, no dia 8 de junho de 2008, ocasião em que foi decretado luto oficial de três dias pelo então prefeito Antônio Leonardo Lemos Oliveira.

Mesmo a população sendo conhecedora da intenção do governo anterior em denominar o Centro Administrativo com o nome de Juscelino Kubitschek, o vereador Juninho lembrou que o ex-presidente já tem o devido merecimento com seu nome presente em vários empreendimentos públicos espalhados pelo país, e em Araxá existe uma legislação que não permite a denominação repetida de logradouro público – existe uma rua na cidade denominada Juscelino Kubitschek.

Juninho destacou na época que a decisão em homenagear Domingos Santos surgiu em durante uma reunião do novo prefeito de Araxá, Aracely de Paula, ocorrido com os vereadores, na qual o vereador relatou a intenção em prestar esta homenagem e de prontidão foi acatada pelo prefeito.

“Portanto, nada mais justo do que prestar esta homenagem a Domingos Santos através do Centro Administrativo. Esta já era uma vontade dos nossos colegas vereadores e de ex-prefeitos que fizeram um abaixo-assinado manifestando seus apoios a esta iniciativa. Domingos Santos foi um homem exemplar, cidadão e pai de família que fez muito por Araxá, deixou seu nome na nossa história. Tenho certeza que a população vai receber muito bem esta futura homenagem a ser prestada ao ex-prefeito Domingão”, destaca Juninho.

O vereador Fabiano Santos Cunha (PRB), que é neto de Domingos Santos, agradeceu em nome da família a iniciativa de Juninho, destacando ainda se tratar de uma atitude generosa que valoriza araxaenses que perpetuaram seu nome na história da cidade.

A proposta segue para sanção do prefeito municipal.

Notícias relacionadas