Capal desenvolve Programa de Desenvolvimento de Lideranças

Capal desenvolve Programa de Desenvolvimento de Lideranças

A Cooperativa Agropecuária de Araxá (Capal) anunciou a implantação do Programa de Desenvolvimento de Lideranças Cooperativistas (Treinalíder). O projeto consiste em despertar nos coordenadores, secretários das comunidades cooperativistas da Capal e lideranças rurais o interesse pelo negócio cooperativo e melhor prepará-los para o exercício de suas funções e atividades. O objetivo é propiciar aos participantes o desenvolvimento de habilidades pessoais e comunitárias, além do crescimento da consciência cooperativista com responsabilidade.

A partir do dia 22 de agosto, o programa será desenvolvido em 14 módulos, de três horas cada um, ministrados preferencialmente em intervalos de 15 dias, totalizando 42 horas/aula. Através de aulas expositivas com projetor multimídia, projeção de vídeos ilustrativos para fixação dos conteúdos, músicas e dinâmicas de grupos (jogos cooperativos vivenciais), o projeto pretende tornar as atividades mais dinâmicas e lúdicas, facilitando o aprendizado sobre a liderança cooperativista.

Dentre as principais metas, a Capal pretende desenvolver habilidades e competências que levem os participantes a se comprometerem com suas funções na comunidade e na cooperativa, com responsabilidade; despertar o interesse pelo cooperativismo e pela cooperativa; capacitar os participantes para gerir o negócio cooperativo de forma competitiva, exercendo seu papel de liderança e garantir a continuidade e o fortalecimento do cooperativismo, preparando sucessores para gerir a Capal com conhecimento de causa.Os participantes que frequentarem pelo menos 75% dos módulos receberão certificado de conclusão do programa. Os módulos serão ministrados pelo educador e ex-superintendente de Cooperativismo do Estado, Flávio Eduardo de Gouvêa Santos, cooperativista com 30 anos de experiência prática na área.

Eventualmente, algum módulo poderá ser ministrado por um instrutor indicado pelo educador responsável pelo programa. Flávio Gouvêa coordenou a implantação do trabalho de organização do quadro social da Capal, tendo participado da criação das nossas primeiras comunidades cooperativistas: Argenita, Antinha e Itaipu, em novembro de 1992.

Ainda com a consultoria do Flávio, a cooperativa desenvolverá também um projeto junto aos seus colaboradores, com o objetivo de difundir a doutrina cooperativista e incentivar o trabalho em equipe.

Para a assessora de Comunicação da Capal, Angela Resende Ladeira, o projeto vem incrementar o trabalho de organização do quadro social da Capal, que completa 20 anos no final de 2012, bem como também propiciará uma oportunidade aos colaboradores de aprimorar seus conhecimentos.

“Nossa diretoria investe e acredita muito no trabalho de organização do quadro social. Nossas comunidades contam com uma grande participação, tanto dos cooperados, quanto de seus familiares, mas o grande desafio é dar continuidade, buscando sempre o maior envolvimento e comprometimento das nossas lideranças e é isto o que pretendemos conquistar, com a consultoria do Flávio.”

Notícias relacionadas