Capal registra crescimento de 34% em 2013

Capal registra crescimento de 34% em 2013

Um faturamento  34% maior só em 2013. Recordes de toneladas de ração comercializadas, quantidade de café armazenado, negociação em adubos, semente e defensivos. A média de captação de leite através da CCPR/Itambé foi a maior registrada desde 2009, 160 mil litros de leite/dia. Mais de R$ 23 milhões negociados na 1ª Feira de Agronegócios da Capal. Os números registrados pela Cooperativa Agropecuária de Araxá (Capal) em 2013 apontam um crescimento sólido, estruturado, estável e com foco no produtor, segundo a direção da cooperativa.

A Capal teve um faturamento bruto superior a R$ 168 milhões, cerca de R$ 42 milhões a mais que em 2013 quando registrou R$ 126 milhões. As lojas agroveterinarias, comercialização de adubo, o departamento de café e de ração bateram números recordes em 2013. A evolução do faturamento bruto das lojas da Capal saltou de 4.807 milhões em 2012 para 6.829 no último ano. Foram 31.527 toneladas de ração vendidas no ano passado. A quantidade de adubos comercializados foi de 12.450 toneladas, quase 2 mil toneladas a mais que em 2012, quando a cooperativa vendeu 9.857 toneladas. 

Mais uma vez a cooperativa bateu recorde também no setor de café,  tanto no serviço de armazenamento, quanto nas vendas, registrando 265.199 sacas recebidas e 106.999 comercializadas em 2013. Os dados demonstram o investimento feito pelo Conselho de Administração com o objetivo de promover a defesa comum dos interesses econômicos de seus cooperados. A Capal implantou diversas ações e serviços como: receber, classificar, armazenar, beneficiar, industrializar e comercializar a produção agropecuária de seus cooperados, dentre outros.

Quadro Social tem evolução de 19%

O cooperativismo representa a união entre pessoas voltadas para um mesmo objetivo e o número de produtores associados à Capal tem crescido muito nos últimos anos. O número de cooperados saltou de 1.571 produtores rurais em 2012, para 1.844 em 2013. São 273 novos associados, uma média de 22,75 novas matrículas mensalmente, o que significa cerca de 20% de aumento do quadro social só no último ano. Os números retratam o investimento realizado em 2013 com a criação de mais uma comunidade cooperativista, no município de Tapira e a consolidação do Grupo de Jovens Cooperativistas da Capal. A inauguração da loja de Tapira, uma solicitação das comunidades do Pântano, Alto da Serra e Palmeiras, é reflexo do investimento realizado ao longo do ano e dos projetos de expansão viabilizados pela diretoria da cooperativa.

Nova Comunidade

Os produtores rurais de Sacramento comemoram a implantação de uma Comunidade Cooperativista da Capal na região em janeiro passado. Cerca 70 pessoas participaram da reunião de apresentação do Programa de Organização do Quadro Social (OQS) na Comunidade do Quenta Sol. O objetivo é proporcionar aos cooperados um canal de comunicação com a cooperativa e promover um momento de interação entre os associados e suas famílias. São 21 anos de trabalho de OQS, a comunidade do Quenta Sol constitui-se no 16º núcleo cooperativista implantado pela Capal, integrando-se às demais Comunidades  em funcionamento hoje: Argenita, Antinha, Itaipu, Morro da Mesa, Sonho Azul, Córrego do Sal, Cerrado, Capivara, Urbana, Alto da Serra, Pântano, Perdizes, Palmeiras e Café, além do Núcleo de Jovens Cooperativistas, que também conta com a coordenação do Departamento de Comunicação e Desenvolvimento Cooperativista da Capal.

Ascom/Capal

Notícias relacionadas