CBMM é a segunda maior exportadora do Estado

CBMM é a segunda maior exportadora do Estado

A Companhia Brasileira de Metalurgia e Mineração (CBMM) é a segunda maior exportadora do Estado de Minas Gerais. A empresa que explora uma jazida de ferro-nióbio em Araxá exportou US$ 1,256 bilhões entre os meses de janeiro e outubro deste ano. A companhia foi responsável por 5,27% do total comercializado fora do país pelas empresas mineiras.

As vendas da CBMM neste ano avançaram 79,21% em relação ao resultado registrado nos primeiros dez meses de 2009, quando os números atingiram US$ 700,931 milhões. Os embarques de ferro-nióbio já chegaram até outubro deste ano 49,571 mil toneladas, um aumento de 80,4% em relação ao ano passado quando se atingiu 27,475 mil toneladas.

A produção de nióbio em Araxá representa 75% do total mundial. As vendas da CBMM para outros países representam 4,57% de toda a exportação de Minas Gerais. Somente em outubro as vendas externas de ferro-nióbio somaram US$ 91 milhões. Em 2010 as remessas do metal já renderam US$ 1,256 bilhões frente a US$ 645,859 milhões nos mesmos meses de 2009, um crescimento de 76,6%.

A Vale S/A continua liderando o ranking das maiores exportadoras de Minas Gerais com um acúmulo de US$ 9,366 bilhões em vendas até o mês de outubro de 2010. A mineradora foi responsável por 37,51% das exportações do Estado este ano. Em terceiro lugar aparece a Fiat Automóveis S/A com planta em Betim e um total de US$ 1,028 bilhões em exportações, crescimento de 55%. A quarta colocada é a Gerdau Açominas S/A que comercializou um total de US$ 791,549 milhões superando em muito os US$ 495,481 milhões de 2009.

Com Diário do Comércio BH

Notícias relacionadas