Cemig orienta sobre como soltar pipas com segurança

Cemig orienta sobre como soltar pipas com segurança

Da Redação – Com o tempo favorável do mês de agosto – céu limpo e ventos mais fortes e constantes – soltar papagaios se torna a brincadeira mais procurada por crianças e adolescentes. No entanto, essa brincadeira pode trazer graves consequências se praticada próximo à rede elétrica.

Segundo o engenheiro Hamilton Rodrigues Ribeiro, da Cemig, os acidentes acontecem quando a pipa ou papagaio fica preso na rede elétrica e as pessoas tentam retirá-lo utilizando materiais condutores, como pedaços de madeira e barras metálicas ou de ferro. O contato com a rede elétrica pode ser fatal, além do perigo de queda devido ao impacto causado pelo choque elétrico.

“Crianças se arriscam subindo em muros, postes, linhas de transmissão e construções, e muitas soltam pipas com arames e fios, o que é muito perigoso. Os acidentes mais comuns são queda de altura e choque elétrico com queimaduras graves”, informa Hamilton.

 Outro hábito que deve ser evitado é o uso do cerol. A mistura cortante, feita com cola, vidro e restos de materiais condutores de eletricidade, pode transformar uma simples linha de papagaio em um material condutor e provocar choque elétrico ao entrar em contato com a rede. Há também o risco de acidentes com motociclistas e pedestres.

 Além disso, pipas na rede elétrica podem deixar consumidores sem energia. As principais causas dos desligamentos são o rompimento de cabo devido ao uso do cerol e curtos-circuitos provocados pela tentativa de retirar o papagaio da rede.

Notícias relacionadas