Colégio Dom Bosco apresentou peça sobre Elza Soares

Colégio Dom Bosco apresentou peça sobre Elza Soares

O Colégio Salesiano Dom Bosco de Araxá apresentou no dia 20 de novembro a peça Elza Soares – Múltipla. Essa ação está consoante ao Projeto Somos da Cor que é desenvolvido por essa escola há três anos. Em atendimento às diretrizes da Inspetoria São João Bosco e em cumprimento à lei 10.639/2003, o Colégio Dom Bosco desenvolve esse projeto de modo dialógico à proposta pedagógico-pastoral.

A atividade em realce foi atinente ao Dia da Consciência Negra e foi apresentada aos discentes e aos pais dos mesmos. Com duração de 40 minutos, os estudantes puderam conhecer a história de vida de uma das mais importantes cantoras da contemporaneidade. Elza da Conceição Soares nasceu no Rio de Janeiro em 1930 e desde então figura como um arquétipo da verdadeira mulher brasileira. Forjada através da dificuldade, do preconceito e outros entraves sociais, Elza Soares imprimiu o nome dela no cancioneiro popular brasileiro pelo viés do talento.

Com estilo associado à Black Music e à Bossa Nova, sua voz única é indubitavelmente sua maior marca. O espetáculo contou com 22 alunos ao total numa encenação que misturava atuação cênica, monólogo, música ao vivo e coreografias. Elza Soares – Múltipla trouxe ao público estudantil uma artista sob diversos prismas sociais. Do sucesso ao ostracismo e novamente à ribalta, Elza Soares é uma gata de sete vidas como ela mesma se define.

A peça foi coordenada pelo professor Adilson de Paula e marcou de maneira exitosa os festejos do bicentenário de Dom Bosco numa perspectiva inclusiva e atualizante sobre a inculturação do carisma salesiano.

Notícias relacionadas

Deixe um comentário: