Colégio Dom Bosco é premiado em São Paulo

Colégio Dom Bosco é premiado em São Paulo

Pelo segundo ano consecutivo, o Colégio Dom Bosco de Araxá é reconhecido pelos projetos pedagógicos que desenvolve. O Colégio possui uma preocupação consoante à formação humana e intelectual dos discentes, para isso, desenvolve há três anos o Projeto Somos da Cor que é afeto à lei 10.639/2003 que dá prioridade à efetivação dos estudos acerca do Continente Africano bem como suas particularidades afetas à arte e à cultura como um todo. A Inspetoria São João Bosco, mantenedora do colégio, orienta as escolas salesianas mediante a valorização e fomento às práticas pedagógicas inclusivas – carisma salesiano.

Os projetos premiados em 1º lugar foram Mostra Cultural – Na diversidade formamos a unidade e Carolina em Preto e Branco. Alusivo à mostra, os alunos e seus professores coordenadores desenvolveram durante o ano de 2014 diversos temas relacionados à contribuição de diversos povos na formação da identidade brasileira. Vários visos foram destacados, tais como: Dança indígena, a riqueza e a pluralidade religiosa, a ciência e a tecnologia, a fitoterapia indígena, a culinária de diversos países e o futebol como paixão nacional, dentre outros.

Carolina em Preto e Branco é uma peça teatral baseada na obra “Quarto de Despejo” da sacramentana Carolina Maria de Jesus. Carolina era negra, pobre, favelada e à margem da sociedade à época em que viveu. A catadora de lixo que virou personagem central da peça teve seus livros traduzidos em mais de treze idiomas. Numa proposta inédita, os alunos do 9º ano estudaram a bibliografia da autora, visitaram Sacramento em busca de construir conhecimentos sobre a autora. O protagonismo juvenil foi a mola propulsora que desencadeou as ações inculturais.

Premiação

O Prêmio Construindo a Nação existe há 14 anos e reconhece escolas que desenvolvem projetos que incidem diretamente na formação do cidadão. Ele tem parceria com o Sesi, CNI e Fundação Volkswagen. A premiação aconteceu no dia 15 de dezembro na Pinaconteca de São Paulo (Estação da Luz). Nessa perspectiva, o Colégio Dom Bosco de Araxá recebeu uma placa e um troféu em homenagem à primazia dos projetos que têm em seu bojo a valorização das pessoas e de suas diversas realidades, muito especialmente a negra e a indígena.

Adilson de Paula e Joana Vaz foram os professores que representaram o colégio na cerimônia em São Paulo. 

Notícias relacionadas