Começa série de julgamentos de crimes contra a vida em Araxá

Começa série de julgamentos de crimes contra a vida em Araxá

Será realizada até sexta-feira (13), a última semana do Júri Popular em Araxá. Serão julgados cinco casos de homicídios ocorridos na cidade. O júri está sendo comandado pelo juiz da vara criminal Renato Zupo, pelos promotores Genebaldo Borges e Fabio Valera, além do corpo de jurados escolhidos minutos antes dos trabalhos.

Programação

Hoje está sendo julgado o caso do réu Rafael da Silva. Ele foi denunciado pelo Ministério Público por matar a vítima, Luza Helena Rufino a facadas no dia, 21 de junho de 2014, no bairro Urciano Lemos.

Na terça-feira (10), o julgamento é do réu Antônio Marcos Pereira de Souza, que matou a vítima Geovane Pereira Gomes, com um golpe de faca no pescoço, no dia 9 de outubro de 2014, no bairro Aeroporto.

Na quarta-feira (11) será o julgamento do réu Carlos Eduardo Mota, que matou a sua ex-namorada, Franciela Cristina Albino, na época com 20 anos. O crime foi no dia 9 de abril de 2013, em frente à loja em que a vítima trabalhava, na rua Capitão José Porfírio.

Na quinta-feira (12), o réu Ezequiel Ferreira de Lima será julgado pelo crime de homicídio consumado. O caso foi no dia 21 de junho de 2013. Marcelo dos Reis Silva foi morto a golpes de socos e chutes na rua Maria Lucinda da Mota, no bairro Ademar Rodrigues Valle.

Na sexta (13) um dos julgamentos mais aguardados. Trata-se do homicídio do sargento do Corpo de Bombeiros, Gislei Oliveira Reis, que foi morto a tiros em junho de 2012.

Os acusados são a ex-mulher de Gislei, Kelly de Lima Alves Soares e seu amante, Jusmar Junio Martins. A mulher teria planejado o crime que foi cometido por Jusmar.

Notícias relacionadas

Deixe um comentário: