Comerciante que mantinha pássaros silvestres em cativeiro é preso

Comerciante que mantinha pássaros silvestres em cativeiro é preso

A Polícia Militar de Meio Ambiente apreendeu sete pássaros da fauna silvestre brasileira que estavam mantidos em cativeiro em um estabelecimento comercial de pássaros exóticos no bairro Urciano Lemos, após receber denúncia anônima.

De acordo com os policiais, nenhum deles estavam anilhados e o comerciante, que foi preso em flagrante, não possuía autorização do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) para manter os pássaros apreendidos em cativeiro.

O comerciante e os pássaros foram conduzidos à Delegacia de Polícia Civil para as demais providências. Manter pássaros da fauna silvestre brasileira em cativeiro sem registro do Ibama é crime ambiental – artigo 29 -, com pena de três meses a um ano de detenção e multa de R$ 500 por pássaros não ameaçados de extinção, e de R$ 5 mil por pássaro ameaçados de extinção.

Notícias relacionadas