Confira os resultados das escolas municipais e estaduais no Ideb 2011

Confira os resultados das escolas municipais e estaduais no Ideb 2011

Da Redação – Os dados do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), de 2011, foram divulgados nesta semana. Nas séries iniciais do ensino fundamental os alunos da rede estadual mineira alcançaram índice 6,  comparável à qualidade do sistema educacional dos países desenvolvidos.

O levantamento do Ministério da Educação indica que, em relação à medição anterior, o sistema estadual de ensino de Minas evoluiu em todos os níveis.

Em Araxá, as médias subiram em relação a 2009. Para o 5º ano na rede municipal do ensino a média passou de 6.0 para 6.1, já na rede estadual subiu de 6.7 para 7.0.

(Média nacional 5.0)

As médias em relação ao 9º ano também cresceram. Na rede municipal passou de 4.1 para 4.9 e na estadual de 4.9 para 5.3.  

(Média nacional 4.1)

A melhor escola pública avaliada pelo 5º ano em Araxá foi a Escola Estadual Delfim Moreira com 7.6, enquanto a última colocação ficou com a Escola Municipal Aziz J. Chaer, com 5.3.

Já as instituições públicas avaliadas no 9º ano tiveram a Escola Estadual Professor Luiz Antônio Correia de Oliveira (Polivalente) em primeiro lugar com 6.0 e na última colocação a Escola Estadual Loren Rios Feres com 4.2.

Clique aqui para conferir a lista completa.

Minas Gerais

O levantamento do Ministério da Educação indica que, em relação à medição anterior, o sistema estadual de ensino de Minas evoluiu em todos os níveis.

Em comparação com outros estados, a rede estadual mineira também se destaca, mantendo a primeira colocação nos anos iniciais do ensino fundamental. Além disso, Minas subiu para do 3º para o 2º lugar nos anos finais e ficou  na 3ª posição no ensino médio. Seguem abaixo os rankings nacionais em cada um desses níveis de ensino:

Minas melhora índice e mantém liderança nos anos iniciais do Ensino Fundamental

Os alunos mineiros alcançaram nota média 6,0 nos anos iniciais do ensino fundamental, de acordo com os resultados do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) 2011. Como este resultado, a rede estadual mineira mantém o primeiro lugar no ranking nacional.   O índice, segundo o próprio Ministério da Educação, é equivalente à média da educação em países desenvolvidos. No último Ideb, medido em 2009, a rede estadual mineira já era a primeira colocada, com índice de 5,8.

Com Ideb de 6,0, a rede estadual mineira não só deixou para trás a meta estabelecida para 2011, que era de 5,7, como ultrapassou antecipadamente a meta estipulada para 2013, que é de 5,9. No total, 767 escolas estaduais mineiras apresentaram Ideb igual ou superior a 6,0 nos anos iniciais em 2011.

Considerando o Ideb de todas as redes — estadual, municipais e privadas — Minas Gerais também conseguiu destaque. O índice alcançado foi de 5,9 e também ultrapassa antecipadamente a meta estipulada para 2013, que é de 5,7.

Nos anos finais, Estado subiu do terceiro para o segundo lugar no ranking nacional

Nos anos finais do ensino fundamental, a rede estadual mineira também apresentou evolução. No Ideb 2011, as escolas dos anos finais alcançaram a média de 4,4. Esse índice fez com que a rede estadual mineira fosse classificada na segunda posição em relação a todas as redes estaduais do país, atrás apenas de Santa Catarina, que ficou com 4,7.

Com Ideb de 4,4, a rede estadual mineira alcançou antecipadamente a meta estipulada para 2013, que é justamente de 4,4. Em relação ao último índice apurado, em 2009, a rede estadual apresentou evolução, passando de 4,1 para 4,4. Considerando todas as redes de ensino, Minas Gerais tem um Ideb de 4,6 e também alcançou antecipadamente a meta estipulada para 2013.

No ensino médio, índice mineiro é o terceiro melhor do país

A rede estadual mineira é a terceira melhor do país, de acordo com o Ideb 2011. Os alunos mineiros alcançaram o índice de 3,7 e cumpriram a meta estipulada para o período. Com essa nota, a rede estadual cresceu em relação ao Ideb 2009, quando alcançou um índice de 3,6.

Nesta etapa, a rede estadual mineira ficou atrás apenas de Santa Catarina, que está na primeira posição com Ideb de 4,0 e de São Paulo, que ficou em segundo lugar, com Ideb de 3,9. 

Notícias relacionadas