Copa Internacional de MTB deve movimentar a economia de Araxá

Copa Internacional de MTB deve movimentar a economia de Araxá

Apesar das dificuldades da econômica brasileira, Araxá, cidade que abre a Copa Internacional Levorin de Mountain Bike (CIMTB Levorin) terá outro cenário entre os dias 4 e 6 de março. O evento irá movimentar grande parte econômica da cidade, já que deve receber cerca de 1.800 atletas somando bikers e corredores, além das equipes técnicas e público. De acordo com a organização, devem passar pelo Complexo do Barreiro, onde acontece a prova, cerca de 20 mil pessoas nos três dias do evento.

O proprietário de restaurante, Jair Paiva da Silva Júnior, diz que é um período de lucratividade. “A CIMTB é o único evento turístico que realmente traz movimento para a cidade. Com relação ao momento que estamos vivendo, vai ser a primeira vez que vamos passar por uma situação como esta e com a competição, mas a cidade sempre fica cheia”, ressaltou.

A coordenadora de reservas de um hotel no Barreiro, Priscila Faria, disse que a crise atingiu muita gente e com setor de hotelaria não foi diferente. “O pessoal deixa de fazer o turismo, é a primeira coisa que as pessoas deixam é o lazer e é claro que a gente foi afetado. E com a CIMTB Levorin, esta é uma oportunidade de ir na contramão da crise, devido ao número de participantes e a variedade de categorias que atinge todo mundo. Nesse período a cidade não sente a crise”, afirmou.

De acordo com o gerente geral do Grande Hotel, Alisson Vieira Marques, estratégias de parcerias com eventos, como a CIMTB Levorin, é uma forma de buscar soluções para o problema econômico atual. “Qualquer tipo de evento, é um produto que movimenta a ocupação do hotel, não só do hotel, mas faz com que a cidade também tenha um retorno. Isso dribla a questão da crise no país com certeza”, afirmou.

O secretário municipal de desenvolvimento econômico e parcerias e também presidente do Conselho Municipal de Turismo, Geraldo Lima Júnior, disse que a CIMTB Levorin contribui para diminuir o impacto da crise. “A gente tem dito que Araxá pode até sentir os impactos da crise noticiada, mas é uma cidade diferenciada economicamente, de forma que a gente ao sentir, a gente sente por último e de forma menos impactante. A CIMTB Levorin ajuda a diminuir ainda mais o impacto da crise. Nós estamos acreditando menos nas previsões e mais no trabalho e a CIMTB Levorin é uma forma de expressar o trabalho através do desenvolvimento do esporte”, afirmou.

De acordo com o coordenador do evento, Rogério Bernardes, apesar do ano atípico para a economia, a CIMTB Levorin busca sempre forma de movimentar a economia local. “O evento foi criado há 21 anos atrás com o objetivo claro de movimentar a economia de uma pequena região. De lá para cá muita coisa evoluiu e hoje conseguimos trazer excelentes resultados econômicos para cidades de médio porte como Araxá, São João del-Rei e Congonhas. Mas o envolvimento da cidade não fica somente nas questões econômicas pois trabalhamos as questões sociais, educacionais, ambientais, esportivas para todas as idades. Estamos trabalhando a formação das pessoas através de um evento esportivo.”, disse.

Notícias relacionadas

Deixe um comentário: