Copasa aguarda estudo para tomar posição sobre construções próximas ao Córrego Feio

Copasa aguarda estudo para tomar posição sobre construções próximas ao Córrego Feio

A unidade local da Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) aguarda estudo do Instituto de Planejamento e Desenvolvimento Sustentável de Araxá (IPDSA) para se pronunciar se as construções em local desapropriado pela prefeitura próximo ao Córrego Feio (principal fonte de captação de água para o abastecimento da cidade) vão ou não causar impactos ambientais e prejudicar o manancial.

De acordo com o decreto 310 publicado no último dia 22 de abril, está prevista na área as construções de um campo de futebol, local de para armazenagem de grãos, parque de exposição, fábrica de ração e de reciclagem e outros empreendimentos que atendam à administração pública.

Em coletiva concedida à imprensa hoje (20), o gerente do Distrito Alto Paranaíba da Copasa, Luiz Eduardo Murta Gomes, afirma que vai ser reunir com o IPDSA na próxima quarta-feira (27) para saber mais detalhes sobre o estudo que está sendo feito no local.

“Precisamos conhecer melhor o projeto, é precoce dizer que esses empreendimentos e equipamentos vão causar ou não impactos ambientais, mas o prefeito (Jeová Moreira da Costa) me assegurou que isso está sendo avaliado” afirma o gerente.

Além da Copasa, Luiz Eduardo diz que o estudo vai ter parecer de órgãos como o Conselho Municipal de Defesa e Conservação do Meio Ambiente (Codema) e Instituto Mineiro de Gestão das Águas (Igam). “Se o estudo apontar algum perigo para a captação da água, a Copasa e esses órgãos podem agir contra essas construções”, afirma o gerente.

Ele acrescenta que em outros municípios existem construções próximas aos mananciais, mas não chegaram a afetar o meio ambiente e abastecimento de água. “São empreendimentos até similares aos que a prefeitura pretende fazer. Os esgotos foram adequadamente tratados os mananciais não saíram prejudicados.”

Jeová afirma que meio ambiente e abastecimento não serão prejudicados

O prefeito Jeová Moreira da Costa afirma que a intenção do município é viver em harmonia com o meio ambiente.

“Estamos buscando com que Araxá possa viver com qualidade. Para isso, temos que plantar árvores e buscar parques florestais. Nós desapropriamos aquela área para dar soluções definitivas para o nosso município. Estamos abrindo campo para a tecnologia da agropecuária, estamos em negociação com a Arap (Associação dos Ruralistas do Alto Paranaíba) para que o parque de exposições seja transferido para lá, mas também estamos vendo outras áreas, tudo vai depender do crivo do IPDSA”, afirma o prefeito.

Arquivo

Vereador quer explicações sobre atividades em área de proteção ambiental

Notícias relacionadas