Corpo de Bombeiros em Araxá tem novo comandante

Corpo de Bombeiros em Araxá tem novo comandante

O tenente Vinícius Reis Moreira Calçado deixa o comando do 5º Pelotão de Corpo de Bombeiros de Araxá nesta terça-feira (20), após quase dois anos de trabalho no município. Ele foi transferido para o 3º Batalhão do Corpo de Bombeiros de Belo Horizonte, sendo substituído provisoriamente pelo atual subcomandante da corporação em Araxá, o subtenente Hilton Aguiar Almada. A mudança de efetivo, em especial nos cargos de chefia, é considerada é um procedimento normal, pois todos os comandantes devem passar por cursos ao longo da carreira.

Calçado destaca o aumento no número de efetivo como o fator positivo do seu comando e a falta de motoristas credenciados para dirigir as viaturas como o grande problema do pelotão de Araxá. De acordo com o tenente, existe a possibilidade de outro oficial assumir o comando do 5º Pelotão. “Geralmente, essas mudanças são provisórias, mas enquanto não se define quem será o novo comandante o subtenente Almada assume o cargo. É uma mudança difícil para mim porque Araxá é uma cidade acolhedora, com um baixo índice de criminalidade”, afirma.

“Acredito que fiz um bom trabalho à frente do pelotão de Araxá, já que nesses últimos dois anos conseguimos um aumento de efetivos significativo. Com isso, o número de ocorrências atendidas cresceu e, consequentemente, diminuímos a quantidade de demanda reprimida. Quando assumimos o comando tínhamos apenas cinco militares por dia e não tínhamos como atender mais de uma ocorrência por hora. Agora, com o atual efetivo, temos condições de atender três ocorrências no mesmo momento”, destaca.

Segundo Calçado, o principal desafio do novo comandante é em relação ao número de motoristas. “A nossa maior dificuldade hoje é o pouco número de militares credenciados para dirigir nossos veículos. O nosso déficit nessa questão é muito grande porque as viaturas que recebemos são de grande porte, um pouco mais complexa, e que exige habilitação de categoria D. A maioria dos motoristas que recebemos possui a categoria B e não está habilitado para dirigir nossos carros. Infelizmente, não temos condições de solucionar esse problema no momento, já que é situação que ocorre em diversas corporações. No meu entender, esse é o principal desafio do novo comandante.”

Demanda

O tenente afirma que a maior demanda em Araxá é de ocorrências relacionadas a acidentes de trânsito. “O líder em ocorrências, não só em quantidade, mas em gravidade, são acidentes envolvendo os motociclistas. Podemos dizer que pelo menos a metade dos acidentes automobilísticos, atropelamentos, batidas, dentre outros, envolve motociclistas”, destaca Calçado.

Notícias relacionadas