Cosprema realiza Dia C com a Casa de Acolhimento São Francisco de Assis

Cosprema realiza Dia C com a Casa de Acolhimento São Francisco de Assis

A Cooperativa de Consumo dos Servidores Público Municipal de Araxá (Cosprema) realizou a 6ª Edição do Dia de Cooperar – Dia C 2014 – com a Casa de Acolhimento São Francisco de Assis. A ação solidária de cooperados e colaboradores da Cosprema e comunidade local deram prosseguimento ao trabalho realizado pelas cooperativas araxaenses (Capal, Coind, Cooperar e Sicoob Crediara) nos últimos anos.

Este foi o quarto ano consecutivo que a Casa de Acolhimento recebe uma edição do Dia C. A campanha já resultou na doação periódica de alimentos e de equipamentos para manutenção da horta da entidade, na elaboração de um projeto de construção de enfermaria, além da construção de mais de 80 m² de muro, que fecha toda a sua área.

O Dia C foi de festa e comemoração entre os internos, os jovens voluntários que administram a entidade, cooperados e colaboradores das entidades envolvidas. Atividades como dinâmica para socialização e integração de pacientes e cooperativistas, música ao vivo, oração e um almoço de confraternização faz parte da programação.

A palavra “recorde” resume o Dia de Cooperar (Dia C) 2014. Em Minas Gerais e em todo o país, as ações de solidariedade cooperativista envolveram cidades e Estados inteiros, formando uma grande corrente de voluntariado e mostrando o poder transformador do segmento.

Em Minas

O Dia C mineiro mobilizou mais de 270 cooperativas em centenas de municípios, levando melhorias e cidadania para milhares de pessoas. Reformas de entidades filantrópicas, doações de alimentos, sangue e roupas, além de ruas de lazer, atividades esportivas e culturais foram algumas das campanhas promovidas pelos voluntários engajados no projeto. Os números consolidados do Dia C no Estado serão divulgados em breve pelo Sistema Ocemg, após recebimento dos relatórios enviados pelas cooperativas participantes da iniciativa.

Casa de Acolhimento São Francisco de Assis

A entidade foi constituída há 14 anos, 14 de fevereiro de 2000, pelo grupo de jovens da igreja Matriz de São José. Tem como objetivo acolher pessoas desabrigadas e dependentes químicos que queiram uma mudança de vida, dando moradia, alimentação, assistência médica, via Sistema Único de Saúde (SUS) e assistência espiritual. Mantida através de doação da comunidade, a Casa de Acolhimento realiza suas atividades através do trabalho voluntário de algumas pessoas e tem capacidade para atender até 25 internos em regime de moradia.

Em 2007, foi iniciada a construção de uma nova sede em um terreno doado pela Prefeitura de Araxá, avenida Atílio Colombo, 990, bairro Salomão Drummond, mas a falta de recursos impediu a conclusão da obra.  A intenção é dobrar a capacidade de atendimento, atendendo 25 pacientes em regime interno e outros 25 no período diurno, todos do sexo masculino, além de contar e com outras pessoas da comunidade.

Notícias relacionadas