Cras entra em funcionamento em Araxá

Cras entra em funcionamento em Araxá

O Centro de Referência de Assistência Social (Cras) foi inaugurado há uma semana, com unidades no Centro e no bairro Abolição. O Cras tem como objetivos a prestação de serviços e criação de programas de proteção às famílias e indivíduos em situações de risco. Os casos referentes aos idosos, que antes eram atendidos e encaminhados ao Conselho Municipal do Idoso (CMI), já podem ser destinados ao Cras.

Para o presidente do CMI, Jorge Feres, a inauguração do Cras irá facilitar os trabalhos do conselho, que antes estavam sobrecarregados. De julho de 2005 a julho de 2008, a entidade atendeu mais de 2 mil famílias e realizou 19,9 mil procedimentos. “A partir de agora, se o Conselho receber alguma denúncia referente aos idosos, iremos repassar ao Cras”.

O presidente explica que o CMI passa a exercer suas funções primordiais, de fiscalização de casas, unidades que cuidam dos idosos e dos processos encaminhados ao Cras. Além disso, o Conselho fará um trabalho de incentivo às políticas de assistência sociais que venham de encontro com o interesse de bem estar social e que possam facilitar o cumprimento do Estatuto do Idoso.

Um dos exemplos, segundo Jorge Feres, que descumprem o estatuto está relacionado à saúde. “Está no estatuto que os idosos têm direito à saúde, mas em muitos casos nós temos que esperar por vagas para determinado atendimento ou encaminhar essas pessoas para Uberaba ou Belo Horizonte”, diz.

Araxá tem uma população de aproximadamente 7,5 mil idosos, que nem sempre são respeitados pelos familiares. Agressões físicas e psicológicas aos idosos encabeçam a lista de denúncias encaminhadas ao Conselho.

Pedidos, queixas e denúncias não só referentes aos idosos, mas, em casos de situação de risco em geral, podem ser feitas nas unidades do Cras, que contam com uma equipe especializada na assistência social.

Cras

O Centro de Referência de Assistência Social (Cras) é uma unidade pública da política de assistência social, de base municipal, localizado em áreas com maiores índices de vulnerabilidade e risco social, destinado à prestação de serviços e programas socioassistenciais de proteção social básica às famílias e indivíduos, à articulação destes serviços no seu território de abrangência e uma atuação intersetorial na perspectiva de potencializar a proteção social.

Algumas ações da proteção social básica devem ser desenvolvidas necessariamente nos Cras, como o Programa de Atenção Integral as Famílias (Paif) e outros. Mesmo ocorrendo na área de abrangência desses centros, as ações podem ser desenvolvidas fora de seu espaço físico, desde que a ele referenciadas.

O Cras também deve ser organizar a vigilância da exclusão social de sua área de abrangência, em conexão com outros territórios.

Endereços

Cras/Centro – avenida Senador Montandon, 371

Cras/Abolição – rua Antônio da Silva, 190

Horário de atendimento – 8h às 11h e 13h às 17h30

Notícias relacionadas