Crea-Minas fiscaliza empreendimentos do agronegócio em Araxá e região

Crea-Minas fiscaliza empreendimentos do agronegócio em Araxá e região

Empreendimentos de revenda de defensivos agrícolas na região de Uberaba serão fiscalizados pelo Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Minas Gerais (Crea-Minas). A ação, que será realizada entre os dias 14 e 18 de março de 2016, dá continuidade ao processo de fiscalização dos empreendimentos do agronegócio desenvolvido pelo Conselho. Nesta fase, as cidades fiscalizadas serão Araxá, Campos Altos, Ibiá, Frutal, Iturama, Uberaba, Sacramento e Conceição das Alagoas.

A fiscal da Regional Rio Grande do Crea-Minas, engenheira civil Livia Cristina Vieira Cardoso, explica que a fiscalização de revendas de defensivos agrícolas verifica o quadro técnico dos empreendimentos. “Verificamos se existe um responsável técnico encarregado pela prescrição do receituário agronômico. As receitas precisam ser acompanhadas de uma Anotação de Responsabilidade Técnica e leva em conta detalhes específicos, como o tipo de solo onde será aplicada. Falhas na aplicação do agrotóxico podem comprometer toda a cultura”, explica Livia.

Para o gerente de Fiscalização do Crea-Minas, engenheiro mecânico Guilherme Rodrigues, o objetivo principal das ações de fiscalização é detectar e constatar a regularidade dos empreendimentos. “Tudo está sendo feito de acordo com as novas metodologias de fiscalização do agronegócio, em parceria com os empreendedores rurais. Caso seja constatada alguma irregularidade, o empreendedor é notificado e tem um prazo para que faça as adequações”, informa.

O supervisor de Fiscalização do Agronegócio do Crea-Minas, engenheiro agrônomo Emilio Mouchrek, destaca a relevância do agronegócio para a economia nacional. “É importante que este trabalho seja feito levando em conta as vocações do agronegócio em cada região. Esta ação do Crea-Minas contribui com o aumento da rentabilidade destes empreendimentos, importantes peças na sustentação do PIB nacional, valoriza os profissionais técnicos e defende o interesse das pessoas que contratam seus serviços”, conta Emilio.

A iniciativa pioneira de fiscalização do agronegócio do Crea-Minas foi lançada em 2015. O modelo se tornou uma área específica na autarquia, com estrutura, análise e acompanhamento especiais.

Notícias relacionadas

Deixe um comentário: