DCE promove Mostra de Cultura até novembro

DCE promove Mostra de Cultura até novembro

O Diretório Central dos Estudantes (DCE), em parceria com o Centro Universitário do Planalto de Araxá (Uniaraxá), realiza até novembro a 1ª Mostra DCE de Cultura, com várias atrações circenses, teatrais, musicais e artísticas. A abertura foi promovida no último dia 24 com o lançamento do Movimento Juventude Consciente e a apresentação do Grupo Rasgacêro e o Artêro. O cenário foi montado no campus universitário e atraiu centenas de alunos.

A mostra é o primeiro passo em direção à realização de um grande sonho – a criação, através de vários artistas, profissionais e amigos, de uma corrente que venha conscientizar a juventude de seu papel na sociedade. Desenvolver a consciência crítica, preservar e enriquecer o patrimônio histórico, além de humanizar a relação entre os indivíduos e o ambiente que nos cerca são alguns dos propósitos dessa iniciativa. Alicerçado nessas premissas, surgiu o Movimento Juventude Consciente.

Além do Uniaraxá, outras escolas secundaristas do município participam do projeto. Em cada mês, será destacado um evento principal. No mês de agosto, foi lançado o Movimento Juventude Consciente e a apresentação do Grupo Rasgacêro e o Artêro, que realizou várias oficinas nas escolas e entidades filantrópicas da cidade, ampliando o repertório e a inserção cultural produtiva de indivíduos.

Em setembro, haverá uma exposição de várias obras de artistas plásticos, com destaque para a Calourada, que desta vez virá com uma nova proposta – a Calourada Cultural, no dia 24. Na oportunidade, serão divulgados os artistas independentes que existem no meio universitário.

Em outubro, haverá a escola circense A Cidade do Circo, na qual o DCE contribuirá, em parceria com o Uniaraxá, para o projeto Unir (Uniaraxá Recebe), reunindo alunos do ensino médio de Araxá e região.

Culminando o projeto, no mês de novembro, será promovido o 1º Encontro de Artistas de Rua para desmistificar e valorizar o trabalho de artistas da cidade.

A Mostra DCE de Cultura prioriza as classes historicamente vulneráveis, permitindo a troca de experiências entre crianças e adolescentes de diferentes culturas, fortalecendo, desde cedo, os sentimentos de convivência pacífica e tolerância às diferenças. Conhecer o diferente desde a mais tenra idade é perder o medo do desconhecido, formando opiniões respeitosas e combatendo o preconceito.

Editoria de Cultura do Diário de Araxá

Notícias relacionadas