Dois casos de hantavirose são confirmados em Araxá

A Gerência Regional de Saúde de Uberaba confirmou dois casos positivos de hantavirose em Araxá. Dois homens que trabalhavam na zona rural foram contaminados pela doença e faleceram em julho, um de 52 anos e o outro de 49. Araxá é o único município com casos positivos dos 27 abrangidos pela GRS.

Mais dois casos suspeitos foram registrados em Araxá, um negativo e o outro, de um serviços gerais de 43 anos que faleceu no último dia 14, a sorologia está sendo analisada nos laboratórios da Fundação Ezequiel Dias (Funed), em Belo Horizonte.

A referência em hantavírus da GRS de Uberaba, Márcia Maria de Souza, chegou ontem (19) à cidade para investigar os dois casos positivos. Ela diz que esteve em contato com familiares e amigos das vítimas para detectar os possíveis locais onde foram contaminadas.

Márcia alerta que o primeiro sintoma da hantavirose é uma síndrome gripal, geralmente acompanhada por febre, mas não apresenta coriza e nem tosse produtiva. Esta fase pode durar de três a cinco dias. “A gente pede que as pessoas procurem um hospital na primeira fase da doença para terem maiores chances de cura, principalmente as que freqüentam a zona rural”, afirma.

Prevenção

A hantavirose é uma doença causada por um vírus transmitido por ratos silvestre contaminados. O vírus é contraído através do contato com fezes, urina ou saliva do rato que são conduzidos pela poeira. Os principais sintomas são febre, dores no corpo, dor de cabeça, náuseas, vômitos, tosse e falta de ar.

”É muito importante que as pessoas que estão na zona rural façam de tudo para não levantar poeira de locais fechados e não aproximem o rosto em um ninho de rato. Na hora de fazer a limpeza, deve-se usar um pano úmido, de preferência com a mistura de 10% de água sanitária da quantidade de água normal”, explica Márcia.

Casos em Araxá

A chefe do Centro de Referência em Zoonoses de Araxá, Flávia Rios, diz que a Secretaria Municipal de Saúde vem realizando um trabalho preventivo ao longo dos anos para diminuir a notificação de casos de hantavirose no município.

Apesar de Araxá ser a única cidade abrangida pela GRS de Uberaba que confirmou casos positivos, Flávia diz que o número de contaminação vem diminuindo. No ano passado, foram registrados oito casos da doença, sendo três óbitos. “Teve ano em que registramos dez casos positivos. A nossa obrigação é levar e relembrar a população informações preventivas sobre a doença”, afirma.

Notícias relacionadas