Em 20 anos, número de mortes por câncer vai dobrar no mundo, prevê Iarc

Em 20 anos, número de mortes por câncer vai dobrar no mundo, prevê Iarc

Até 2030 o câncer deve matar, por ano, 13,2 milhões de pessoas em todo o mundo. A estimativa, divulgada hoje (1º), é da Agência Internacional para Pesquisa sobre Câncer das Nações Unidas (Iarc). Em 2008, o número de mortes por câncer chegou a 7,6 milhões. A pesquisa constatou ainda que serão diagnosticados 21,4 milhões de casos por ano nas próximas duas décadas.

A agência fez as previsões para as próximas duas décadas tomando por base a hipótese de que a incidência da doença vai manter o atual ritmo de crescimento enquanto a população mundial deverá atingir a marca de 8,3 bilhões de habitantes.

Em 2008, mais da metade dos casos ocorreu em países em desenvolvimento – 63% das mortes e 56% dos diagnósticos. Segundo a agência, os cânceres que mais matam são os de pulmão, estômago e fígado. Já a maioria dos casos detectados no mundo é de pulmão e mama.

No Brasil, o Instituto Nacional de Câncer (Inca) estima que, este ano, serão registrados quase 50 mil casos de câncer de mama e mais de 27 mil casos de câncer de pulmão. O câncer é a segunda causa de mortes no país.

Com ABr

Notícias relacionadas