Energia “fantasma” pode representar 15% do valor da conta de luz

Energia “fantasma” pode representar 15% do valor da conta de luz

Da Redação – Mesmo aparentemente desligados, alguns aparelhos eletrônicos continuam consumindo energia. São aqueles que possuem o modo stand by (espera, aguardo), aquela luz que nos permite deixar o equipamento continuamente na tomada, podendo ligá-lo a qualquer momento. Contudo, essa comodidade pode custar caro. É o que alerta a Companhia Energética de Minas Gerais – Cemig.

Dados da Empresa mostram que esta energia invisível ou “fantasma”, que é consumida por aparelhos em stand by, podem aumentar a conta de luz em pelo menos 15%. Em uma residência com consumo médio de 300 kWh, os equipamentos no modo espera podem ser responsáveis pelo consumo de cerca de R$ 27,00/mês, o que representa um gasto de R$ 324,00 por ano.

Essa energia normalmente é consumida por aparelhos televisores, micro-ondas com mostrador digital, fax, rádio relógio, computador, DVD, videogame, entre outros.

Para economizar, a dica da Cemig é desligar os equipamentos eletrônicos diretamente na tomada, pois somente desta forma se interrompe o consumo dessa energia “fantasma”.

Notícias relacionadas