Escola Eduardo Montandon vence Projeto Escola de Tempo Integral

Escola Eduardo Montandon vence Projeto Escola de Tempo Integral

Premiação à Escola Estadual Eduardo Montandon - Foto: SEE/MG

Da Redação – Nos últimos meses, escolas das Superintendências Regionais de Ensino (SREs) de Uberaba e de Uberlândia que participam do Projeto Escola de Tempo Integral (Proeti) elaboraram e executaram projetos com o tema meio ambiente. Nesta semana, os três melhores projetos de cada SRE foram premiados.

Na SRE de Uberaba, o primeiro lugar foi da Escola Estadual Eduardo Montandon, de Araxá. A instituição, que desenvolve o projeto “Eu escolho preservar” decidiu envolver todos os alunos na iniciativa. Cada série ficou responsável por uma ação que estimulasse a preservação ambiental e o consumo consciente.

“Uma das turmas trabalhou a limpeza da escola. Montamos grupos de crianças e elas eram os ‘fiscais’ do pátio. Eles instruíam os colegas a não jogar papel no chão. Tivemos também um grupo de alunos que pintaram e etiquetaram latões para servirem como lixeiras recicláveis”, ressalta a vice-diretora Elizabeth Quintino Ferreira.

Dentre as atividades desenvolvidas pelos alunos do Proeti, que eram o público alvo da iniciativa, está o rap “Xô desperdício”, que foi apresentando para os alunos da escola. Os estudantes também fizeram o cálculo da quantidade de papel em branco jogado no lixo da escola em uma hora, uma semana, um mês e quanto seria desperdiçado em um ano.

Os alunos também reciclaram papel para montar bloquinhos de notas. “Nós utilizamos os blocos nas nossas brincadeiras, como por exemplo, jogos que ensinam a somar”, conta a aluna do 5º ano do ensino fundamental, Laura Kelly de Oliveira Almeida, de 10 anos, que participa do Proeti.

A professora do Projeto Escola de Tempo Integral, Cristina de Fátima Oliveira Soares, ressalta a importância da iniciativa. “Os alunos estão mais conscientes. Na escola o desperdício de papel e de água já diminuiu”.

Em Uberaba, 26 escolas inscreveram seus projetos. A Escola Estadual Padre Clemente de Maleto, em Campos Altos, conquistou o segundo lugar, e a Escola Estadual Padre João Botelho, em Araxá, o terceiro. Elas ganharam, respectivamente, uma filmadora e uma câmera fotográfica digital.

SRE Uberlândia

A Escola Estadual Ana Chaves, do município de Campina Verde, conquistou o primeiro lugar com o projeto “Lixo em defesa da vida” e ganhou um notebook. As duas turmas que participam do Proeti desenvolveram diferentes ações em defesa do meio ambiente. “Além de palestras sobre a importância do meio ambiente, os alunos participaram de uma trilha ecológica e fizeram sabão e detergente a partir da reutilização de óleo de cozinha”, conta a supervisora da escola, Algenira Aparecida da Silva. O sabão foi distribuído para a comunidade. 

As boas práticas ambientais foram disseminadas pelos próprios estudantes para os pais e colegas. “Alguns pais comentaram que os alunos falaram em casa sobre a preservação do meio ambiente e consumo consciente. Foi um trabalho que, além deles gostarem de fazer, também foram repassando para o resto da escola”, completa Algenira.

O segundo lugar ficou com a Escola Estadual Alda Motta, de Uberlândia, que faturou uma filmadora. A Escola Estadual Sete de Setembro, na mesma cidade, conquistou a terceira posição e ganhou uma câmera fotográfica digital.

Parceria com a Fundação Mapfre

Os projetos foram realizados depois que os educadores das duas Superintendências receberam uma capacitação de profissionais da Fundação Mapfre, que por meio de uma parceria com a Secretaria de Estado de Educação (SEE), incentivaram a realização de ações voltadas para a conscientização ambiental.

Com Agência Minas

Notícias relacionadas