Estado divulga primeira morte por gripe suína em Araxá

Estado divulga primeira morte por gripe suína em Araxá

A Secretaria de Estado de Saúde (SES) divulgou a primeira morte por gripe suína (H1N1) em Araxá. Trata-se de uma jovem que faleceu há cerca de 20 dias por complicações respiratórias. O laudo da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) foi recebido pela Gerência Regional de Saúde (GRS) de Uberaba nesta terça-feira (1°).

Hoje (2) também foi confirmado pela Secretaria Municipal de Saúde o segundo caso de Influenza A em Araxá. Um eletricista que ficou internado na Santa Casa de Misericórdia no dia 24 passado com fortes sintomas, mas já está recuperado.

Segundo o secretário Antônio Marcos Belo, até agora são 12 casos em monitoramento, sendo 14 suspeitos e dois confirmados. Ele afirma que o município aguarda o resultado de três laudos. “Duas mulheres de Ibiá e um homem de Santa Juliana estão internados com a suspeita da doença. Duas pessoas de Araxá continuam na UTI e sete estão em observação”, afirma.

“No caso da mulher, natural de Tapira, que faleceu na última quinta-feira (27), e da mulher de Ibiá, que morreu nesta terça-feira (1º), não tivemos como coletar o material para análise, pois a situação delas estava bem agravada quando chegaram à Santa Casa”, diz.

Antônio Belo explica que após passar os cinco primeiros dias de manifestação dos sintomas não há como realizar exame que confirma ou descarta a suspeita da gripe suína.

“O período que temos para realizar o exame é curto e muitas vezes os pacientes já chegam ao hospital quando a doença está em um estado avançado, por isto não temos como detectar se realmente é um problema de gripe A. Mas o número de casos suspeitos está diminuindo e a situação bem controlada.”

Minas

A SES confirma a morte de 21 pessoas por causa da gripe suína em Minas Gerais. No Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba, são seis mortes – Araxá (1), Uberlândia (2), Ituiutaba (1), Monte Carmelo (1) e Coromandel (1). O Estado investiga 73 mortes de casos suspeitos.

Notícias relacionadas