Super banner
Super banner

Eustáquio Pereira pede agilidade na regularização de imóveis do Setor Oeste

Eustáquio Pereira pede agilidade na regularização de imóveis do Setor Oeste

Vereador Eustáquio Pereirra durante Fórum Comunitário - Ascom/Câmara

O segundo Fórum Comunitário promovido pela Câmara Municipal de Araxá abordou a regularização de escrituras de imóveis doados aos moradores dos bairros Abolição e São Francisco, nesta segunda-feira (4), na Casa da Cidadania.

A audiência requerida pelo vereador Eustáquio Pereira (PTdoB) recebeu diversas reclamações de moradores presenças sobre a dificuldade que eles estão enfrentando para regularizar seus imóveis.

De acordo com Eustáquio Pereira, moradores disseram a ele que tinham aquele famoso “contrato de gaveta” há mais de 20 anos. “É muito difícil porque você não pode vender, não pode fazer um financiamento, não sabe se você é realmente dono daquele imóvel, então, a situação é bastante complicada. Espero que isso seja resolvido o mais breve possível. Não é ilegal a prefeitura resolver esse problema, ela tem condições resolver”, diz o vereador.

O fórum abriu espaço para a participação dos moradores que expuseram o que eles estão vivendo para regularizar a escritura. Durante a audiência, Sônia Maria Côrtes, moradora do São Francisco, afirma que desde 2008 tenta regularizar a escritura de terreno que era de sua mãe falecida no ano 200, mas não consegue uma resposta positiva do Executivo.

O secretário municipal de Desenvolvimento Humano, José Domingos Vaz, participou do fórum e garantiu que o problema de todos será resolvido. “Nós vamos fazer uma vistoria em todas essas casas que estão irregulares com o seu terreno para resolver o problema. Esses lotes são antigos e tem algumas pendências na parte das escrituras. Então, vamos verificar quais são esses problemas. O primeiro passo é descobrir a pendência”, afirma o secretário.

Segundo ele, os moradores devem procurar a sede da secretaria localizada na avenida Ananias Teixeira, 10, bairro Santa Rita (antiga sede da Escola Estadual Luiza de Oliveira Faria) portando os seguintes documentos – Contrato de Doação, Contrato de Compra e Venda, Certidão Negativa de Débito da Prefeitura, Certidão Atualizada do Cartório e Documentos Pessoais (como identidade e CPF). O superintendente do Instituto de Planejamento e Desenvolvimento Sustentável de Araxá (IPDSA), Carlos Alberto Delfino Pereira também participou da audiência.

Eustáquio afirma que os esclarecimentos foram prestados e espera que a situação dos moradores seja resolvida o mais breve possível. “O secretário informou que tudo será resolvido, mas mesmo assim vamos continuar acompanhando essa situação e reivindicando os problemas desses moradores”, conclui.

Notícias relacionadas