Super banner
Super banner

Família em Araxá mantém contato com parentes que estavam no navio naufragado na Itália

Família em Araxá mantém contato com parentes que estavam no navio naufragado na Itália

Foto: Reprodução Internet/Facebook

Da Redação – Deve retornar ao Brasil no próximo dia 20, a advogada que estava entre os 57 brasileiros a bordo do navio de cruzeiro Costa Concordia, que naufragou com mais de 4 mil pessoas na noite de sexta (13), na costa da Itália, deixando ao menos 11 mortos até o momento. Neida Alves Arcanjo (foto) morou em Araxá por 20 anos e atualmente reside em Belo Horizonte. Ela estava acompanhada do marido, o engenheiro Luiz Vono, no momento do acidente. 

Em Araxá, familiares receberam informações por telefone. De acordo com a irmã de Neida, a professora Rosimeire Auxiliadora Alves, a araxaense passou por momentos de tensão durante a viagem. Depois de conseguir sair do navio, ela entrou em contato com a família com um telefone emprestado avisando que apesar do ocorrido eles estava bem.

Rosimeire conta, que na pressa, a irmã só conseguiu pegar a bolsa onde estavam seus documentos. Além disso, por telefone, ela deu detalhes do resgate como o desespero das pessoas, entre elas deficientes, o choro das crianças e o frio que todos passaram. Por falta de cobertores suficientes, a advogada só se cobriu com um lençol.  Agora a família em Araxá tenta manter contato com a advogada também pelo Facebook para ter mais notícias.

Segundo Rosimeire, Neida e o marido Luiz estão em Milão, tiveram que comprar roupas e devem mesmo retornar ao Brasil no dia 20, pois já estavam com as passagens compradas.     

Reportagem atualizada às 17h29

Notícias relacionadas