FGV apresenta relatório sobre o índice de competitividade turística de Araxá

FGV apresenta relatório sobre o índice de competitividade turística de Araxá

A equipe técnica da Fundação Getúlio Vargas (FGV) esteve em Araxá na manhã desta terça-feira (10), para apresentar um relatório sobre o índice de competitividade turística da cidade, encomendado pela Secretaria de Estado de Turismo e Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico Turismo e Parcerias. A apresentação aconteceu no Instituto Colombo.

O levantamento fez um diagnóstico a respeito dos principais gargalos e pontos fortes do turismo em Araxá, tendo como base, 13 diretrizes fundamentais para o desenvolvimento turístico local. O trabalho foi feito com base em uma entrevista semiestruturada com políticos, empresários do ramo e agentes do governo local ligados ao setor de turismo.

Segundo a coordenadora da pesquisa, Cristiane Rezende, os principais déficits na cidade estão nas questões de pesquisas de demanda, cooperação regional e marketing de promoção do destino turístico de Araxá.  Em contrapartida, como postos positivos, estão a estrutura hoteleira da cidade, infraestrutura geral, economia local e aspectos ambientais. Isso, de acordo com Cristiane é um grande chamariz para turistas e um forte impulsionador do setor na cidade.

Estas pesquisas são coordenadas e monitoradas pela Setur. De acordo com Gladson Natal, diretor de Infraestrutura, o trabalho abrange 18 cidades mineiras com grande potencial turístico. O objetivo é trabalhar em parceria no sentido de prover melhorias conjuntas para estes pólos. “É importante que nós trabalhemos estas cidades uma vez que o turismo movimenta grande parte da economia desses municípios”, ressaltou Gladson.

Num segundo momento, os agentes da FGV ministraram um minicurso sobre como aproveitar as potencialidades e sanar as dificuldades detectadas no diagnóstico. 

Notícias relacionadas