Fundação Rio Branco completa um ano de gestão no Buracanã

Fundação Rio Branco completa um ano de gestão no Buracanã

Uma nova rotina de atividades pode ser vista nas dependências do Complexo Esportivo Nadir Barcelos, conhecido como Buracanã, no bairro Fertiza. Inaugurado na administração Antônio Leonardo Lemos Oliveira, o local passou de um campinho sem estrutura, para uma quadra esportiva nova, depois foi abandonado e se transformou em ponto de drogas e prostituição. Inclusive foi local de um homicídio.

Há um ano, depois de ser repassado à Fundação Rio Branco pela Prefeitura, em um termo de cessão, o Buracanã volta a ser um local familiar para cumprir o papel social. O vereador Fabiano Santos Cunha, que intermediou o repasse do espaço, visitou o Buracanã e comemorou as mudanças que já foram feitas.

“A Fundação tem reconhecimento municipal, estadual e federal e há mais de dez anos presta serviços importantes em Araxá. Fizemos o acordo e ficou estabelecido que a Prefeitura repassaria, em regime de comodato, o espaço por 20 anos. E temos hoje a felicidade de comemorar esse primeiro ano. A fundação vem tocando esse trabalho com extremo zelo e responsabilidade, trabalhando com os adolescentes, oportunizando o contato com o esporte e vida saudável, tirando eles da oportunidade do mundo do crime e da desocupação. A gente percebe a felicidade que eles ficaram,  a partir do momento em que um espaço deixado a moscas transformou-se, novamente, em um espaço esportivo, oportunizando ainda a valorização dos imóveis no entorno”, disse.

Ângelo Maneira Filho faz parte da coordenação de projetos da Fundação Rio Branco. Segundo ele, um ano depois, o balanço é mais que positivo. São 90 crianças e adolescentes atendidos em quatro modalidades esportivas, além de um projeto ambiental.

“Limpamos a área que era cercada pelo tráfico. A meta é crescer cada vez mais. Para os próximos anos pensamos em melhorar e ampliar o que já existe. Vamos pensar em envolver mais a comunidade, trazer as famílias aqui pra dentro”, explicou.

O professor Paulo Marco de Araújo Silva trabalha com a educação esportiva dos alunos do Buracanã, mas afirma, que dentro de um projeto de cunho social, a ação vai além das orientações nos treinos.

“Aqui a gente dá o apoio para a família, um apoio para a escola. A gente tenta fazer com que esses alunos esqueçam um pouco dos problemas que eles já passam em casa e trabalhamos em conjunto com as escolas e os familiares. Nosso trabalho aqui ainda é o de selecionar vários talentos e da melhor maneira encaminhá-los”, finaliza.

Ascom Câmara de Vereadores de Araxá

Notícias relacionadas