Ganso empata e continua fora do G3 do hexagonal final

Ganso empata e continua fora do G3 do hexagonal final
Foto: Willian Tardelli

O Araxá Esporte enfrentou na abertura do returno a equipe do CAP Uberlândia neste sábado, 5 de março, no estádio municipal Fausto Alvim, e empatou por 0 a 0. Os torcedores ficaram chateados com o resultado que deixa o alvinegro em situação complicada na chave A do Campeonato Mineiro do Módulo II.

O segundo empate consecutivo e sem gols diante do time do Triângulo Mineiro fez com que o Araxá cair mais uma posição na tabela e, agora é quinto colocado, com 6 pontos, somente na frente da Patrocinense com 3 pontos.

A terceira posição continua com CAP que pulou de 7 para 8 pontos, acompanhado pelo Mamoré, que, de 4 saltou para 7 pontos, depois da vitória por 2 a 1 perante o Patrocinense.

A rodada do grupo foi completada com empate de 1 a 1 entre Uberaba e Formiga no Uberabão. Esse resultado manteve o Uberaba em primeiro, com 16 pontos, e Formiga, vice-líder, 10 pontos.

O próximo desafio do Araxá será contra Uberaba, às 20 horas, no estádio Uberabão, pela 7ª rodada do Módulo II. Já o CAP Uberlândia joga, mais uma vez, fora de casa, com o adversário sendo o Patrocinense, atual lanterna do grupo, no mesmo dia e horário, em Patrocínio.

Jogo

A partida começou com meia hora de atraso devido às chuvas que estavam caindo na cidade de Araxá. Quando o árbitro Ronei Cândido Alves autorizou o início do jogo, o gramado não se apresentava em melhores condições e prejudicou o andamento do confronto.

Mesmo com essa adversidade, o Araxá Esporte apresentou um maior volume ofensivo em relação ao CAP, mas não soube finalizar as chances criadas em gol principalmente na segunda etapa.

A entrada de Fernando Augusto pela lateral-esquerda contribuiu para essa evolução no ataque. No segundo tempo, o lateral alvinegro tentou abrir o marcador batendo falta pela linha de fundo.

Em outra jogada do jovem atleta alvinegro, ele fez o cruzamento pela esquerda e o atacante Mário não soube aproveitar o lance. Guilherme arriscou chute forte de perna direita e a bola passou perto da trave.

No decorrer da etapa final, o treinador Luiz Eduardo tirou Robinho e colocou Diego em campo e, logo depois, sacou Vinícius para entrada do lateral-esquerdo Marcel. Com a substituição, Fernando Augusto foi deslocado para meia, porém, o 0 a 0 persistiu no estádio Fausto Alvim.

Esse resultado representou o quinto jogo sem vitória do Araxá e a quarta partida em que o Ganso não marcar no campeonato sendo que o time está sem balançar as redes adversárias desde o dia 20 de fevereiro quando perdeu para Patrocinense pelo placar de 1 a 0.

Depois do apito final, torcedores foram protestar com mais um resultado não satisfatório do Araxá no Módulo II Mineiro.

Araxá 0x0 CAP

Araxá: Cristiano; André, Helberth, Kaio Oliveira e Fernando Augusto; Maxsuel, Guilherme e Vinícius (Marcel); Robinho (Diego), Mário e Tiago Pereira. Treinador: Luiz Eduardo

CAP: Pablo; Baroni, Cocada, Alcyr e William; Rico, Mário César, Rafinha (Dalmo) e Rafael (Mateus); Wilker e Isaías (Pedro). Treinador: Éder Bastos

Arbitragem: Ronei Cândido Alves, auxiliado por Helen Aparecida Gonçalves Silva Araújo (CBF / FMF) e Marcelo Giovani Bertolini de Souza (FMF)

Fonte: Na Batida do Esporte

Notícias relacionadas

1 Comentário

  1. PAULO LUCIANO DOS REIS

    QUASE MORRI DE VERGONHA,NO JOGO. ARAXÁ X PATROCINENSE,POIS A LAMBANÇA,QUE A ARBITRAGEM FEZ AO BENEFICIAR O ARAXÁ,FOI UMA DAS MAIORES VERGONHAS,QUE JÁ PASSEI EM UM CAMPO DE FUTEBOL. GOL,QUE NÃO EXISTIU,NEM O QUARTO ÁRBITRO,SABIA QUEM HAVIA MARCADO,CARTÕES AMARELOS E VERMELHOS,QUE NEM O REPRESENTANTE DA FMF,SABIA. A ASSISTENTE,NUMERO 02,DE NOME GRAZIELA OU GRAZIELE,FOI O PIVÔ DE TODA A LAMBANÇA NO ESTADIO FAUSTO ALVIM. SÓ ASSIM MESMO,PARA PELO MENOS O ARAXÁ,SE MANTER NA SEGUNDA DIVISÃO. VERGONHA.

    Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *