Ganso vence o Patrocinense por 2 a 0

Ganso vence o Patrocinense por 2 a 0

O Araxá Esporte quebrou sequências negativas no Campeonato Mineiro do Módulo II e venceu o Patrocinense pelo marcador de 2 a 0 neste sábado, 12, pela chave A. Com esse resultado, as sequências de cinco jogos sem marcar e as de sete partidas sem vencer foram quebradas diante da torcida apaixonada no estádio Fausto Alvim.

O Araxá Esporte mantém a chama viva da luta por vaga para hexagonal final. A equipe alvinegra subiu uma posição e saiu da quinta para quarta colocação com 9 pontos abrindo 6 pontos de frente em relação ao rebaixamento.

Para o Patrocinense, o resultado deixou a equipe em situação difícil na chave A e continua na sexta posição com 3 pontos.

Na luta por vaga para o hexagonal final, o Araxá recebe a equipe do Mamoré, na 9ª rodada, no sábado, 19 de março, às 17 horas, em casa. Já o Patrocinense enfrenta o Formiga, às 16 horas, no estádio Júlio Aguiar, em Patrocínio, no mesmo dia.

Jogo

Foi um confronto que se resumiu em ataque contra a defesa. Os donos da casa pressionaram o adversário e buscavam o primeiro gol da partida a todo custo. Já o Patrocinense não exigiu do goleiro Cristiano que foi, mero espectador privilegiado da partida.

Primeiro ataque perigoso do Ganso foi com Robinho que, após cruzamento pela esquerda, chegou pressionado pelo adversário, mas conseguiu o toque que passou a direita do gol. Depois, por volta de 22 minutos, a torcida vibrou pela primeira vez no jogo. Guilherme aplicou chapéu em cima da marcação e arriscou chute de fora da área para defesa de Paulão no canto direito.

No decorrer do jogo, Robinho, por duas vezes, uma de cabeça e, outra, com chute cruzado de perna direita, ambos pela linha de fundo , e Helberth, bem posicionado desviando falta batida pela esquerda, no cabeceio para defesa de Paulão, assustaram também o gol adversário.

O lance mais perigoso do alvinegro ocorreu aos 35 minutos do primeiro tempo. Depois do escanteio pela direita, a bola chegou até no Fernandinho Augusto pela esquerda que levantou a cabeça e mandou, na medida, para cabeceio de Diego. O atacante acertou a trave direita para desespero do torcedor no Fausto Alvim. Fim do primeiro tempo com muita chuva e, nada de gol, 0 a 0.

Objetivo alcançado

O panorama do jogo não se alterou na segunda etapa. O Ganso atacava e o Patrocinense se defendia como pode. Aos 7 minutos, Robinho tentou mais uma vez balançar a rede adversária e chutou para fora. Aos 14 minutos, o que a torcida alvinegra tanto queria, finalmente aconteceu.

O árbitro Hélio José dos Santos apitou pênalti do zagueiro Ronaldo, após carrinho desferido na área. Ele acabou levando cartão amarelo no lance que foi muito reclamado pela Patrocinense. Na cobrança, Fernandinho Augusto bateu para defesa de Paulão no canto esquerdo que deu rebote. O lateral-esquerdo do Ganso aproveitou e, na segunda tentativa, conferiu o primeiro gol alvinegro.

Precisando da vitória e, atrás do placar, o Patrocinense começou a ser mais presente no ataque. Tirando a falta batida de Bruno Lopes na entrada da área espalmada pelo goleiro Cristiano, o time visitante não criou muitas oportunidades e levou o segundo gol alvinegro.

Aos 34 minutos, o escanteio foi batido pela direita e o zagueiro Helbert subiu para cabecear. A bola passou pelo goleiro Paulão e Bruno Lopes tocou por último no lance. Acompanhado pela marcação do assistente Breno Rodrigues, a arbitragem considerou que a bola passou pela última linha do gol e confirmou o segundo tento alvinegro.

A Patrocinense reclamou muito da arbitragem desse lance e teve o jogador Massaro, que estava no banco de reservas, expulso. A Polícia Militar entrou em campo para garantir a continuidade da partida com segurança. O Araxá teve outras chances de ampliar o placar, mas o marcador permaneceu mesmo no 2 a 0.

Araxá 2×0 Patrocinense

Araxá: Cristiano; André (Ricardo), Helberth (Hicaro Mineiro), Kaio Oliveira e Fernandinho; Maxsuel, Guilherme e Diego (Carrara); Robinho, Mário Lucas e Williams. Treinador: Luiz Eduardo

Patrocinense: Paulão; Iran, Miranda (Ademir), Ronaldo e Praxedes (Alisson); João Felipe; Juliano, Jonatan e Caíque; Bruno Lopes e Marcelinho. Treinador: Zezito

Arbitragem: Hélio José dos Santos, auxiliado por Breno Rodrigues e Grazielli Maia dos Santos

Fonte: Na Batida do Esporte

Notícias relacionadas

2 Comentários

  1. PAULO LUCIANO DOS REIS

    E A ARBITRAGEM COLABORANDO,AÍ NINGUÉM AGUENTA,NÃO É MESMO? GOL,INEXISTENTE,CARTÕES AMARELOS E VERMELHOS, SENDO DISTRIBUÍDOS ALEATORIAMENTE,NEM MESMO O QUARTO ÁRBITRO E O REPRESENTANTE DA FMF,SABIAM. EM TERMOS DE ARBITRAGEM ESSE JOGO ARAXÁ X PATROCINENSE,FOI UMA VERGONHA. DETALHE: NÃO ESTOU TIRANDO OS MÉRITOS DA VITORIA DO GANSO,EM HIPÓTESE ALGUMA,POIS ELES,TINHAM A OBRIGAÇÃO DE VENCER,COMO VENCEU. MAS REPITO,A ARBITRAGEM,FOI UMA LASTIMA.

    Responder

Deixe um comentário: