Gasto médio de viagem em Minas cresce 62%, aponta pesquisa

Gasto médio de viagem em Minas cresce 62%, aponta pesquisa

Da Redação/Via Agência Minas – Uma pesquisa de demanda turística realizada em Minas Gerais aponta crescimento de 62% no gasto médio por visitantes, no Estado, saltando de R$ 332, em 2010, para R$ 538, em 2011. Os resultados da Pesquisa de Demanda Turística realizada em Minas Gerais, em 2011, foram apresentados nesta terça-feira (8) pelo secretário de Estado de Turismo, Agostinho Patrus Filho, durante a 12° Reunião Ordinária do Conselho Estadual de Turismo, em Belo Horizonte.

A pesquisa apontou que os visitantes que vieram a Minas a negócios registraram o maior gasto individual durante toda a viagem, com um valor de R$ 955. Quando a motivação da viagem foi turismo rural, o gasto total por visitante foi de R$ 516.

Os que buscavam o bem-estar deixaram um gasto de R$ 468; natureza e aventura, de R$ 460; e cultural, uma média de gastos de R$ 369. De todos os interessados, a principal motivação da viagem foi o lazer com 39,4% da preferência, seguida por visitas a amigos e parentes com 19,2%, e 17,3% para viagem a negócios.

De acordo com o secretário, os números demonstram o crescimento da economia do turismo no Estado, especialmente na geração de receita e distribuição de renda. “Quanto maior é o gasto do turismo, maior é o benefício para a atividade e para toda a cadeia de prestação de serviços, que amplia seus negócios e seus ganhos de mercado. Devemos lembrar que Minas Gerais e o Brasil, a partir de agora, irão receber grandes eventos internacionais, o que poderá favorecer, ainda mais, o crescimento deste gasto médio e a permanência do visitante”, destaca Patrus.

A Pesquisa de Demanda Turística foi realizada pela Secretaria de Estado de Turismo durante os meses de julho e novembro de 2011, com objetivo de traçar o perfil dos visitantes no Estado. Foram aplicados 9.418 questionários para visitantes em 55 municípios e distritos do Estado.

Força do turismo interno

Os números demonstram ainda a vitalidade do turismo interno no Estado. Mineiros viajando por Minas Gerais representam 61% do fluxo total dos visitantes. Na sequência, destacam-se visitantes do Estado de São Paulo com a emissão de 16,5% do fluxo, do Rio de Janeiro com 7,7% e Bahia e Espírito Santo, empatados, com 1,7%.

“Os números reforçam a importância do trabalho da Setur em divulgar Minas Gerais para os mineiros, incentivando cada vez mais que a nossa população viaje por Minas e conheça as riquezas deste nosso grandioso Estado”, completou Patrus.

Os números da pesquisa mostram que houve um crescimento de 5,7% das pessoas motivadas pelo ecoturismo ou turismo de aventura em relação a 2010 e 11,7% das pessoas motivadas pelo turismo cultural.

Em relação aos destinos que despertam maior interesse dos visitantes para as próximas viagens foram apontados o Circuito do Ouro (34,8%), Circuito da Canastra (21,6%), Circuito das Águas (20,4%), Trilha dos Inconfidentes (20,3%), Diamantes (17,7%) e Serra do Cipó (17,1%). E ainda, 88% dos entrevistados afirmaram que a viagem em Minas Gerais superou ou atendeu às expectativas, enquanto que esse valor era de 84,4% em 2010.

Notícias relacionadas