Super banner
Super banner

GEF vence de virada e aumenta a vantagem

GEF vence de virada e aumenta a vantagem

Na primeira partida da grande final do Campeonato Amador de 2008, o GEF venceu o Dínamo de virada por 2 a 1, no Fausto Alvim, com gols de Lucas e Marcos Jr., que foi expulso pela comemoração. O GEF, que já tinha vantagem de jogar por dois resultados iguais, pode até perder por um gol de diferença no jogo final, que mesmo assim conquista o título deste ano. No duelo aparte dos treinadores, Cláudio Macedo levou a melhor sobre Nélio Reis nesta partida.

GEF tenta, mas Dínamo sai na frente

Mesmo com a vantagem do empate, o discurso de Cláudio Macedo antes da partida era de um GEF aguerrido e pressionando no ataque. Dentro de campo não foi diferente e o Alviverde teve a chance de marcar logo no início. Aos 7 minutos, Marcos Jr. cobrou falta no contrapé de Éder e a bola caprichosamente bateu na trave.

O Dínamo tentou a resposta com chutes de fora da área que não demandaram esforço do goleiro Robert e jogadas pela ponta direita através de Dunguinha. Com mais presença ofensiva, o GEF chegou com perigo mais uma vez, aos 15 minutos. Após cruzamento pela direita, Fred furou e a bola sobrou para Alex Rodrigues, o atacante chutou forte, a bola tocou em Éder, na trave e na seqüência mais uma vez em Éder antes que a zaga afastasse o perigo.  

Depois de se safar por duas vezes, o Dínamo conseguiu chegar bem e abrir o marcador. Numa cobrança de lateral, Dunguinha recebeu passe de Igor e cruzou na área, a zaga não acompanhou, o goleiro Robert falhou e a bola sobrou fácil para Malaia cabecear pro fundo do gol. O resultado dava a vantagem do empate ao Dínamo, que passou a cadenciar o jogo.

Vira-vira do GEF

Veio o segundo tempo e com ele uma melhora do Dínamo, que passou a marcar mais forte e explorar contra-ataques sempre buscando Rildo e Igor. Aos 15 minutos, Caixeta cobrou falta do campo de defesa para a chegada de Igor no ataque, o jogador dominou no peito tirando do marcador, driblou o goleiro Robert, mas na hora da conclusão isolou a bola pela linha de fundo.

Percebendo a caída de produção de sua equipe, Cláudio Macedo fez logo três substituições: Paulo Rocha, Ítalo e Serginho entraram no lugar de Jean Dener, Rodrigo e Ariterlan, respectivamente. A mudança deu um novo gás ao time, que chegou ao empate aos 30 minutos. Alex Rodrigues tocou para Serginho e passou para receber à frente, na tentativa de devolução, Juninho tocou com a mão na bola e o árbitro Denílson Moura marcou pênalti. Lucas Ribite foi pra a cobrança e deixou tudo igual, chutando no ângulo esquerdo de Éder.
 
O gol trouxe de volta a vantagem do empate e deu esperança de vitória ao GEF. Logo aos 34, Marcos Jr., lançou Serginho que, cara a cara com Éder, demorou a concluir e Caixeta apareceu bem para afastar de carinho.

No entanto a virada do GEF aconteceu. Alex Rodrigues recebeu passe pela ponta esquerda e encarou a marcação de Fred, o atacante levou a melhor e foi derrubado por trás. Denílson Moura não só marcou a falta como expulsou o zagueiro Fred. Na cobrança, quando o goleiro Éder esperava um levantamento na área, Marcos Jr., cobrou direto e Éder, mesmo tocando na bola não conseguiu evitar a virada.

Na comemoração, Marcos Jr. tirou a camisa e como já tinha cartão amarelo foi expulso e desfalca o GEF na partida de volta. 

Ficha técnica:

Dínamo: Éder, Dunguinha, Fred, Caixeta, Túlio; Juninho, Emerson (Véio), Igor (Netinho), Dalmer; Malaia e Rildo (Diego).
Treinador: Nélio Reis

GEF: Robert, Rafael, Hélio, Dedé, Jean Dener (Paulo Rocha); Timinho, Marcos Jr., Lucas (Flaviano), Ariterlan (Serginho); Rodrigo (Ítalo) e Alex Rodrigues.
Treinador: Cláudio Macedo.

Árbitro: Denílson Moura.
Auxiliares: Luiz Carlos Braga e Baltazar Júnior.

Gols: Malaia, aos 38 do 1º tempo; Lucas, aos 30 e Marcos Jr., aos 46 do 2º tempo.

Cartões amarelos: Igor e Rildo (Dínamo); Jean Dener, Alex Rodrigues e Lucas (GEF).

Cartão vermelho: Fred (Dínamo).

Notícias relacionadas