Idoso confessa assassinato de irmão e cunhada em fazenda de Sacramento

Idoso confessa assassinato de irmão e cunhada em fazenda de Sacramento
Foto: Gustavo Maluf

A Polícia Civil – equipes de Conquista e Sacramento – apresentou na tarde desta terça-feira (26), o autor confesso do crime que chocou Sacramento. O produtor rural de 72 anos confessou ter atirado no irmão, Joaquim Carvalho de 76 anos e na cunhada, Dorcelina Carvalho de Oliveira de 74 anos. O crime aconteceu na manhã da última sexta-feira (22).

Segundo o delegado Tiago Ferreira, da cidade de Conquista/MG, as conversas com o autor foram realizadas na fazenda situada na região do Cocal, local onde os corpos das vítimas foram encontrados. O autor disse ao delegado que Joaquim estava machucando as vacas de sua fazenda e gerando prejuízo ao autor, com isso, foi à fazenda do irmão para resolver o problema. “Eu não fui mal intencionado”, disse o autor ao ser apresentado à imprensa.

O autor afirmou à Polícia que Joaquim o esperava com um pedaço de madeira e que atirou para se defender das agressões do irmão. Na versão do autor, Dorcelina correu assustada em direção ao marido, após ouvir o disparo. O autor então lhe desferiu cinco tiros com medo de que ela o entregasse à Polícia. “Ele não soube explicar o porquê de ter dado tantos tiros na vítima. Disse que ficou nervoso e não contou os disparos”, pontua o delegado Tiago Ferreira. “Ele chegou a chorar quando confessou e disse estar arrependido do crime, principalmente em relação à esposa do irmão”, explica o delegado.

A arma do crime – um revólver calibre .32 – foi apontada pelo autor em uma mata fechada de difícil acesso, cerca de dois quilômetros da sede da fazenda. O autor continuará preso temporariamente à disposição da Justiça, na delegacia de Conquista/MG.

Segundo o delegado Tiago Ferreira, há fortes indícios nas investigações que apontam para a premeditação do crime por parte do autor. A família brigava há cerca de quarenta anos pela partilha de bens imóveis. Ainda segundo o delegado, está descartada a participação de outra pessoa na ação criminosa.

Fonte: Tatu na Rede

Notícias relacionadas

Deixe um comentário: