Inflação em Araxá fecha 2015 com alta de 9,27%

Inflação em Araxá fecha 2015 com alta de 9,27%

O índice de preços ao consumidor de Araxá, IPC/Araxá (calculado mensalmente, desde março de 2015) e que mede a inflação para o município, apresentou uma taxa de variação de 0,97% referente ao mês de dezembro de 2015, o que representa uma taxa acumulada de 9,27% entre os meses de março e dezembro de 2015

No primeiro semestre ocorreram reajustes significativos nas tarifas de energia elétrica residencial e de água e esgoto, que tiveram reajustes ordinários e extraordinários; também pesou a elevação autorizada do preço de medicamentos. No segundo semestre destaca-se a elevação do preço dos combustíveis veiculares e do gás de cozinha. Ademais, ao longo de todo o ano de 2015, a participação do grupo alimentação foi decisiva para a determinação do índice de preços ao consumidor de Araxá, tendo maior destaque nos meses de março, outubro, novembro e dezembro.

Em dezembro, a elevação dos preços esteve vinculada fundamentalmente à alimentação, com importância devida também ao grupo transportes, que juntos responderam por 79,4% da inflação medida em Araxá, sendo 69,9% da composição do índice para o último mês do ano devida ao grupo alimentação, que responde por 0,675 p.p. A grande flutuação do preço dos alimentos atingiu em maior medida o custo dos alimentos que compõem a cesta básica, que flutuaram em média 4,54%.

As despesas com alimentação subiram 2,42% e exerceram um grande impacto devido a sua elevada participação na ponderação do índice, 27,9%. Os principais aumentos ocorreram na alimentação no domicilio, e entre os alimentos que ficaram mais caros destacam-se a cebola, cujo preço médio aumentou 70,3%, a cenoura com aumento de 59,7%, a batata (36,7%) e o fubá, que passou a custar, em média, 38,8% a mais no mercado araxaense em dezembro. Dos 101 itens alimentícios para consumo na residência com preços acompanhados, cerca de 58,4% tiveram alguma elevação de preços médios, outros 9,9% tiveram preços médios constantes e para os 31,7% restantes foram observadas reduções nos preços médios.

Em uma comparação com os números do IPCA (índice de preços ao consumidor amplo, utilizado pelo governo federal para políticas de metas de inflação), o IPC/Araxá (0,97), apresentou-se 0,01 p.p. superior ao índice nacional medido para dezembro em 0,96 e 0,38 p.p. superior ao índice IPCA regional Belo Horizonte.

Fonte: IBGE
Araxá, 11 de janeiro de 2016
SEDEP – Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Parcerias

Notícias relacionadas

Deixe um comentário: