Inverno chega e falta de leitos em UTI é preocupante

Inverno chega e falta de leitos em UTI é preocupante

Não há vagas. Essa é frase que provavelmente uma família vai escutar ao procurar vaga em uma Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) para um ente querido nos hospitais da região. Na última semana, o drama de uma família araxaense foi acompanhado de perto pelo secretário municipal de Saúde, Antônio Marcos Belo.

Uma mulher de 59 anos chegou ao Pronto Atendimento Municipal (PAM) sentindo fortes dores e com dificuldades na respiração. A equipe médica determinou urgentemente que a paciente fosse internada em um leito de UTI, mas as unidades da Santa Casa, Casa do Caminho e de todos os hospitais públicos da região estavam completamente lotados.

De acordo com Antônio Belo, nem mesmo a chamada vaga zero estava disponível. “Quando existe um caso de extrema urgência nós solicitamos a vaga zero, mas não encontramos em nenhum hospital da região.”

Sem vagas em UTI, o único modo de manter a senhora viva seria através do aparelho respirador. “O respirador é muito utilizado e infelizmente não funcionou no momento. Também solicitamos o aparelho na Casa do Caminho e no Hospital Dom Bosco, mas por incrível que pareça todos estavam sendo utilizado. A equipe médica utilizou um aparelho respirador manual, mas não tivemos sucesso e a senhora veio a falecer.”

“Claro que não podemos garantir que a senhora estaria viva se fosse internada, mas pelo menos era um conforto. Foi um momento muito difícil, os familiares angustiados, ansiosos para uma solução e infelizmente não tivemos como dar o conforto necessário. Particularmente, estou abalado com a situação e acho que a gente tem que investir muito na saúde ainda”, acrescenta.

O secretário destaca que já solicitou ao prefeito Jeová Moreira da Costa a aquisição de novos aparelhos respiradores para a Santa Casa. “Eu presenciei a nossa equipe no sufoco, fazendo de tudo para manter a pessoa viva e não tínhamos equipamentos. São aparelhos fundamentais dentro da urgência e emergência e que não pode faltar. Temos que dar a manutenção necessária nesse que temos na Santa Casa e adquirir o mais rápido possível um mais dois, três novos equipamentos, seja de um jeito ou outro”, diz.

“Desde que iniciamos a obra da nova UTI, nós estamos funcionando com apenas cinco leitos na Santa Casa, mas com a chegada do inverno a situação agrava, os casos aumentam e isto sobrecarrega os serviços de saúde. O que podemos fazer e ter uma urgência e emergência equipada para pode suprir a demanda”, explica.

Antônio Belo acrescenta que custear vagas em hospitais particulares não é possível. “A demanda é muito grande e constante, principalmente no inverno. Já fizemos isso, mas não adianta, são inúmeras situações e não temos condições de atender todos. O que temos que fazer é investir, ampliar os leitos de UTI em Araxá e toda a região. Acredito que com 20 leitos, como está no projeto de ampliação da UTI da Santa Casa, vamos ter uma tranquilidade a mais. Hoje, a população vive mais e principalmente os idosos necessitam com frequência de vagas de UTI no inverno”, afirma.

Notícias relacionadas