Super banner
Super banner

Inverno é sinal de alerta contra as doenças respiratórias

Na próxima semana, começa o inverno, período em que a temperatura e a umidade ficam em baixa. A estação, que vai de 21 de junho a 23 de setembro, além de ser a mais fria, é considerada a alta temporada de doenças respiratórias. Isso acontece por ser uma época em que vírus e bactérias encontram condições favoráveis para se reproduzirem e proliferarem, infectando, assim, um número maior de pessoas.

“É um período em que, devido ao clima frio, a população tende a ficar mais tempo em lugares fechados, com pouca circulação de ar, facilitando a transmissão de doenças. Os ambientes mal arejados aumentam a sobrevida de microorganismos, favorecendo o aparecimento das infecções por vias aéreas superiores, como nariz, boca e laringe”, explicou o coordenador estadual de Pneumologia Sanitária, Edílson Correa de Moura.

As gripes e os resfriados são as principais doenças que afetam as pessoas, durante o inverno. Aparentemente simples, tais mazelas merecem total atenção, pois funcionam como uma porta de entrada para outros problemas de saúde – pneumonia, asma, rinite, sinusite, entre outros. O enfraquecimento do sistema imunológico faz com que pessoas, com alguma propensão a esses males, desenvolvam algum processo já existente.

“Às vezes, as pessoas chegam ao consultório médico se queixando de que a gripe evoluiu para a pneumonia. Não é isso que acontece; uma gripe não vira pneumonia. Na verdade, houve uma queda de resistência, que desencadeou outra doença”, esclareceu o pneumologista.

E é por funcionarem como um convite à instalação de doenças sérias que qualquer gripe ou resfriado devem ser combatidos quando surgirem os primeiros sintomas. Febre alta, tosse, coriza e dores no corpo são as principais indicações de que algo está errado e, portanto, é hora de acender o sinal de alerta. É necessário ressaltar também que tais sintomas não devem permanecer por mais de uma semana. Se isso ocorrer, o melhor a fazer é procurar um médico.

Já as pessoas que sofrem com doenças crônicas, como asma, rinite e sinusite, devem ter atenção redobrada aos sinais do organismo, especialmente nesta época. Iniciar o tratamento rapidamente e impedir que a crise se instale é a melhor maneira de evitar complicações.

O pneumologista ressalta ainda que a maneira mais eficaz de combater qualquer doença é cultivar hábitos saudáveis. É importante que a população mantenha uma alimentação balanceada e se atente à hidratação. Também é recomendável praticar esportes, não fumar, cuidar para que a casa esteja sempre arejada e manter o cartão de vacinação atualizado.

Notícias relacionadas