Junta Comercial expande sua presença no interior e deve fechar o ano em 125 municípios

Junta Comercial expande sua presença no interior e deve fechar o ano em 125 municípios

Para facilitar e agilizar a abertura de empresas no Estado, a Junta Comercial de Minas Gerais (Jucemg) tem se aproximado cada vez mais dos mineiros. Em um processo de interiorização, a Jucemg tem expandido sua presença no interior, chegando hoje a 115 cidades, incluindo a sede, em Belo Horizonte. A previsão é que mais seis novas unidades entrem em funcionamento até junho, completando o total de dez para este ano.

Até abril de 2014, quatro novas unidades Jucemg Minas Fácil foram lançadas nos municípios de Manhuaçu (25/03), Jacutinga (31/03), Campanha (14/04) e Carmo do Rio Claro, esta última aberta no dia 29 de abril. Pelo serviço Minas Fácil, os municípios passam abrir empresas de forma simplificada, em quatro etapas, sendo três delas pela internet e integrado aos órgãos envolvidos na formalização da empresa.

As unidades da Junta Comercial contemplam diversas regiões de Minas, por exemplo, Manhuaçu, que faz divisa do Estado com Espírito Santo, e Jacutinga, mais ao Sul, aproximadamente a 475 km de distância da capital. Gerenciado pela Jucemg, o serviço Minas Fácil foi idealizado pelo projeto Estruturador Descomplicar, da Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag), responsável por trazer agilidade e simplificação aos processos de registro empresarial.

Em fase de implantação, os municípios que estão próximos de receberem as novas unidades da Jucemg (por meio de um acordo de cooperação técnica) são Machado, Sul de Minas, com previsão de funcionamento para o dia 12 de maio, e Ibirité, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, ainda sem data definida para o início de suas atividades. Os funcionários das cidades já passaram por capacitações na sede, em BH, sobre os serviços de abertura, alteração e extinção de empresas.

Além dessas regiões, as cidades de Prata (Triângulo Mineiro), Barroso (Zona da Mata) e Santa Bárbara (região Central) manifestaram o interesse em implantar unidades da Junta Comercial. Para contar com os serviços Minas Fácil, os municípios devem adotar requisitos necessários para a abertura de empresa, como adoção de alvará provisório, disponibilização de funcionários, espaço próprio e entre outros.

A expansão da Jucemg para o interior teve início em 2011, quando contava com 31 unidades de atendimento no estado, alcançou em 2012 mais 60 municípios, em 2013, mais vinte novas Unidades Jucemg Minas Fácil foram implantadas, e a previsão é que encerre esse ciclo alcançando 125 cidades, privilegiando especialmente as regiões mais carentes como o Norte, Noroeste e Vale do Jequitinhonha e tornando seus serviços cada vez mais acessíveis aos cidadãos-usuários.

Notícias relacionadas