Mãe e sobrinha são ameaçadas e autora é presa pela PM

Mãe e sobrinha são ameaçadas e autora é presa pela PM

Nesta terça-feira (30), por volta das 14h, a Polícia Militar (PM) compareceu à rua Celso de Souza, bairro Francisco Duarte, onde a solicitante D.H.C., 69 anos, disse que sua filha J.H.C, 38, chegou em casa e exigiu uma faca que havia pego emprestada com um indivíduo.

Ao ser avisada que a faca não estava no local, a mulher de 38 anos se apossou de outra faca tipo peixeira que estava sobre a pia e passou a proferir ameaças de morte contra a sua mãe, bem como iria esganar sua sobrinha de 13 anos.

A vítima relatou que sua filha saiu da cadeia há aproximadamente um mês, onde cumpria pena por tráfico de drogas, e que desde então vem causando transtornos na família, pois fica fora de casa por vários dias e quando retorna fica muito agressiva.

A autora negou qualquer tipo de ameaça contra sua mãe e sua sobrinha, porém, os policiais localizaram uma faca tipo peixeira sobre a pia a qual estava com a ponta amassada, sendo que a mãe da autora disse que a faca não estava amassada, dano este que pode ter ocorrido durante a discussão.

Diante dos fatos, a autora foi presa e encaminhada à delegacia para mais providências, juntamente com a faca apreendida.

Alvorada

Polícia procura autor que agrediu o pai

Nesta terça-feira (30), por volta das 22h, a PM comparece à rua Marechal Deodoro, no bairro Alvorada, onde o solicitante V.A.R., 63, relatou que seu filho T.V.R., 25, estava internado em uma clínica de recuperação para dependentes químicos no município de Patrocínio e nesta data se deparou com a chegada repentina dele, que saiu da clínica sem avisar ninguém.

Segundo a vítima, o jovem passou a ter comportamento estranho, dando a entender que ainda não estava recuperado da dependência do crack. Ainda segundo o solicitante, seu filho passou a subtrair pertences para trocar em drogas, e ao ser questionado pelo pai a respeito ele repetia que não iria retornar para dar continuidade ao tratamento, e que iria usar drogas enquanto pudesse, o que gerou um atrito entre ambos.

Enfurecido, o jovem passou a agredir o pai fisicamente com uma gravata, até que outros familiares impediram a continuidade da agressão.

O então notou que a polícia havia sido acionada e fugiu do local. Rastreamentos foram realizados na tentativa de localizar o autor, porém, sem êxito.

Notícias relacionadas